O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Ações para o uso racional de medicamentos

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso racional de medicamentos ocorre quando os pacientes recebem medicamentos apropriados para suas necessidades clínicas, em doses e períodos adequados às particularidades individuais. A automedicação é, portanto, perigosa pois nem sempre segue os critérios da OMS. Contudo, para que o uso racional ocorra, além da consciência pessoal, é necessária a melhora em todo o sistema de saúde, fazendo com que pacientes tenham fácil acesso a profissionais de saúde.
De acordo com o ministério da saúde, a automedicação levou para o hospital mais de sessenta mil pessoas entre dois mil e dez e dois mil e quinze. Segundo o otorrinolaringologista Jessé Lima Junior, o que mais preocupa é a ingestão de antibióticos, já que, o uso desses pode aumentar a resistência bacterianas, gerando superbactérias. O uso indiscriminado de analgéticos também é condenável, já que a dor e febre podem ser sintomas de outras doenças mais graves, e sua ingestão pode atrasar o tratamento dessas.
Por outro lado, a automedicação surge em meio a um sistema de saúde caótico, que não consegue atender suas demandas. Hoje, leva-se cerca de três a seis meses para conseguir marcar uma consulta em um posto de saúde, e muitas vezes, prontos-socorros não tem especialidades. Com isso, muitas pessoas buscam na automedicação uma cura mais rápida, ou até mesmo, o simples alívio da dor.
Logo, é necessário que ocorra investimento no sistema único de saúde (SUS), com os governos estaduais, municipais e federal agindo em conjunto, para que o acesso a médicos seja facilitado, e com isso, acabe a necessidade da automedicação.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!