O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

Ações para alcançar a igualdade de gênero no Brasil

Segundo Aristóteles, a política deve ser utilizada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado na sociedade. Tal perspectiva, no entanto, encontra impasses na atual realidade brasileira, haja vista a complexidade em atingir a plena igualdade de gênero. Nesse contexto, cabe analisar como o legado patriarcal e a falta de políticas efetivas agravam o problema no Brasil.
Em primeiro lugar, de acordo com pesquisas feitas pelo Instituto Ipsos, 18% das pessoas acreditam na inferioridade feminina. Isso advém, principalmente, do legado patriarcal machista deixado pelas antigas configurações sociais, as quais contemplavam a mulher como inferior à vontade masculina. Além disso, idealizações como a de que, em um lar, o homem deve trabalhar e à mulher cabe os afazeres domésticos, ainda são defendidos por parte da população. Consequentemente, muitas mulheres são inferiorizadas dentro dos seus lares, perpetuando a desigualdade de gênero no país.
Outrossim, a falta de políticas efetivas de inclusão e proteção faz com que as mulheres estejam vulneráveis aos casos de preconceito. Exemplo disso são as exorbitantes diferenças salariais no mercado de trabalho, justificadas, não raramente, pelo fato de que as mulheres engravidam e trabalham menos que os homens. Além do mais, o feminicídio aumentou 54% em dez anos, segundo o Mapa da Violência, expondo assim a indispensabilidade de órgãos protetivos. Por conseguinte, o mercado de trabalho se encontra mais árduo para as mulheres e a violência contra elas cada vez mais banal na sociedade.
Diante do exposto, é mister medidas que zelem pela conformidade de gêneros. Para isso, as escolas devem promover diálogos e palestras, a fim de romper com os paradigmas deixados pelo patriarcalismo e pelo machismo. O Poder Executivo, por sua vez, deve efetivar as punições contra os agressores e ampliar os canais de denúncias e as delegacias especializadas em feminicídio, visando dar voz às vítimas e minimizar os casos de violência. Ademais, o Estado deve impor a obrigatoriedade das empresas em possuírem certa quantidade de empregabilidade feminina e as mesmas condições salariais que os homens. Dessa forma, o equilíbrio proposto por Aristóteles será alcançado, juntamente à efetiva igualdade de gêneros.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!