ENTRAR NA PLATAFORMA
A relação entre professor e aluno e o processo de aprendizagem

Na Grécia Antiga, professores eram vistos, pelos seus educandos, como homens sábios que dominavam a dialética e o mundo das ideias. A exemplo, o filósofo e matemático Aristóteles foi imprescindível para a compreensão do corpo social, da justiça, ética e moral. Hodiernamente, os educadores são fundamentais para a formação sociocultural dos indivíduos, desde o jardim de infância até a vida profissional. Entretanto, com o avanço da modernidade, evidenciou-se impasses nas relações entre os corpos docente e discente, tal condição é fruto da carência de um convívio saudável, o que acarreta um cenário de instabilidade do ambiente escolar.


Pelo pressuposto, há uma ausência de relações sociais entre professores e alunos. Nesse sentido, essa divergência é causada pelo ensino monótono encarregado de disciplinas e trabalhos, assim, sobrecarrega o educando, além de comprometer o diálogo e o relacionamento saudável na sala de aula. Diante disso, um dos episódios da série televisiva “Anne With an’ E” apresenta a chegada da professora Stacy na escola do vilarejo de “Green Gables”, a figura feminina conquistou as crianças com o seu senso crítico e carisma, além disso, ela impôs atividades práticas e lúdicas que auxiliaram no melhor conhecimento dos alunos sobre o que estava sendo tratado. Em contrapartida com a ficção, na realidade brasileira, atividades variadas e extracurriculares dificilmente estão presentes nas instituições educativas. Em suma, essa condição torna-se um óbice para o convívio saudável e afetivo entre docentes e estudantes, pois não é possível educar mediante a falta de estímulos que desafiem a capacidade cognitiva e criativa do aprendiz, bem como a ausência de diálogos, debates e estímulos dos pedagogos.


Por conseguinte, a escassez de atividades variadas, diálogos e de um convívio estimulante torna-se a escola um local repleto de indisciplinas. Nessa perspectiva, o pensador brasileiro Paulo Freire afirma que para haver um melhor aprendizado é necessário um respeito mútuo entre alunos e professores. Todavia, as instituições de ensino são cotidianamente afetadas por indisciplinas, causadas pelo divergente relacionamento, que são obstáculos no processo de aproveitamento de conteúdos, desenvolvimento socioemocional e trabalho eficiente do docente. Como prova disso, dados do portal de notícias “G1” afirmam que professores de escolas públicas perdem 30% da aula com reclamações e processos indisciplinares. Dessa forma, é notório um âmbito problemático e prejudicial tanto para o educador quanto para o aprendiz, reforçando os preceitos de Paulo.


Diante dos argumentos mencionados, ainda há entraves para garantir a visão de respeito e sabedoria atribuída aos educadores da Grécia Antiga. Portanto, cabe ao Ministério da Educação, como órgão fundamental no âmbito educativo, promover campanhas nas escolas por meio da imposição de atividades extracurriculares como dinâmicas em grupo, projetos artísticos, palestras e locais de diálogos, assim, essa imposição deverá garantir a inclusão tanto de professores quanto de alunos presentes, para haver um melhor convívio, troca de relações sociais e emocionais, além de auxiliar o desenvolvimento cognitivo e a aprendizagem de todos. Desse modo, essa intervenção tem finalidade de melhorar as relações entre professores e alunos assim como é na série “Anne With an’ e”.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde