O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A reinserção de ex-presidiários na sociedade brasileira

  Na música “Homem na Estrada”, de Racionais Mc’s, é narrada a trajetória massiva de reinserção de um ex-presidiário na sociedade brasileira. Apesar de fictício, o cantado pelo grupo de rap é recorrente em solo nacional, onde o fim de uma pena carcerária acarreta dois grandes problemas: a dificuldade de ressocialização e a falta de oportunidades no mercado de trabalho.


 De antemão, é necessário reconhecer a importância da opinião pública, o ser humano, quando alinhado a um ideal, muda o contexto histórico e político da sociedade, no entanto, esta mesma força motriz pode cativar movimentos de ódio baseados em preconceitos para com grupos minoritários. De acordo com a filosofia de Thomas Hobbes, o homem é o lobo do homem, deste modo, a forma de tratamento em relações comunitárias implica diretamente na ação antrópica, assim, quando se há empecilhos  por parte da opinião pública para o retorno de um ex-presidiário em âmbito social, infelizmente, é frisada a postura individualista e segregacionista de um povo que, por sua vez, é agente necessário para o acolhimento e ressocialização de um não mais prisioneiro.


 Além disto, o mercado de trabalho é fundamental para a reinserção de ex-presidiários, a garantia de renda mínima é de suma importância no suprimento de necessidades básicas dos cidadãos. Segundo pesquisa feita pelo G1, menos de 1/5 dos detentos trabalham no Brasil, este quadro evidência o cenário problemático que impossibilita o recomeço por meios legais e, infelizmente, aumenta as chances de retorno à criminalidade. Desta forma, ocorre uma ação cíclica na qual o regime carcerário é agente punitivo, mas não apresenta eficácia na tomada de medidas trabalhistas que, por sua vez, são imprescindíveis para o processo de reinserção em solo nacional.


 Portanto, é dever do Estado tomar medidas que amenizem a situação de ex-presidiários no Brasil. Sendo assim, premente que o Ministério da Cidadania, utilizando verbas públicas, crie campanhas publicitárias em suas redes sociais com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do acolhimento comunitário e laboral de ex-detentos, evidenciando exemplos de pessoas ressocializadas a fim de criar visibilidade ao discurso e as necessidades desta minoria. Somente assim, a trajetória massiva retratada em “Homem na Estrada” pode ser diferente da realidade em solo brasileiro.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!