O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A reinserção de ex-presidiários na sociedade brasileira

  A série "Vis a Vis", conta a história de várias detentas, que possuem a oportunidade de trabalhar e estudar enquanto cumprem seus regimes. Infelizmente, esse cenário distingue-se da realidade, pois com o escasso investimento do governo, torna difícil a realização de tais programas. Nesse sentido, dois aspectos fazem-se relevantes, a falta de investimentos na educação e a superlotação.

  Primeiramente, a educação é a base para uma sociedade, de acordo com Paulo Coelho, escritor e jornalista brasileiro, "A educação muda as pessoas e as pessoas transformam o mundo". Por conseguinte, os detentos, que já não são bem vistos pela sociedade, enfrentam uma árdua realidade dentro dos presídios, onde não há projetos que os capacitem para viver em sociedade. Consequentemente, muitos acabam retornando ao mundo do crime.

  Além disso, no artigo 3 da Constituição, afirma que é necessário promover o bem de todos. Porém, ao analisar o dia a dia de uma penitenciária, é notório que não há o bem-estar dos cidadãos que ali estão. Segundo o G1, o Brasil possui lotação carcerária de 166%, ocupando o terceiro lugar no ranking mundial. Embora muitos detentos estejam ali apenas esperando o julgamento, existe uma ocupação desnecessária que afeta diretamente a recuperação para uma vida social dos que já estão naquele lugar.

  Em suma, diante das dificuldades supracitadas, o Ministério Público junto ao Poder Legislativo, deve promover parcerias com grandes empresas para que as mesmas ofertem uma pequena porcentagem de vagas de trabalho para os detentos, com uma lei que decrete a ida para prisão apenas daqueles que já tenham passado pelo julgamento, evitanto, assim, a superlotação. Para que, dessa maneira, possam abandonar os impasses existentes na sociedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!