O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A reinserção de ex-presidiários na sociedade brasileira

     No canal Spotniks, do youtube brasileiro, é mostrado como a educação pode mudar o destino de uma pessoa , pois, em um de seus episódios, uma ex-detenta conta que após receber a ajuda que precisava, ela estudou e hoje atende a Justiça. No Brasil atual, no entanto, essa história de superação é uma excessão, já que, conforme o Conselho Nacional de Justiça 70% dos presos, depois de soltos, retornam ao mundo do crime. Nesse contexto, os problemas tanto no quesito físico, quanto no educacional do sistema carcerário são propulsores para que a reinsersão de ex-presidiários atinja sua eficácia.


   A priori, o péssimo tratamento de presos derivado  da defasada infraestrutura contribuem para agravar essa problemática. Isso ocorre, porque na prisão os direitos constitucionais básicos, como o acesso à saúde e educação , não são garantidos, afinal a superlotação estimula a disputa quer por comida, quer por itens de higiene pessoal. Nesse sentido, os livros ´´Presos que menstruam´´, de Nana Queiroz, e ´´Estação Carandiru´´,do médico Draúzio Varela, confirmam esses desafios vividos em cadeias, e consequentemente, só pioram o psicológico conturbado de quem já passa por dificuldades e retornará mais revoltado para a sociedade.


    Ademais, ainda há um insuficiente sistema educacional nas cadeias públicas. Tal falha acentua o déficit estudantil dos presos, visto que, segundo o IFOPEN (Sistema de Informações Estatística do Sistema Previdenciário) 75% deles não terminaram a escola. Logo, os presídios deveriam oferecer menas burocracias para o término dos estudos, além da capacitação profissional, já que são escassas e burocráticas as iniciativas governamentais que estimulam tais benefícios. Esse entrave, portanto, é crucial para impedir a reinserção efetiva. Por conseguinte, se nas celas faltam os mecanismos adequados para aquisição de saberes, por preconceito, em liberdade, será mais difícil adquirí-los.


   Diante de tamanha problemática, cabe ao Governo , por meio do Ministério da Educação , criar o Programa ´´Educação para todos´´, no qual professores, psicólogos e assistentes sociais acompanhem diariamente presos para incentivá-los a estudar até completarem o ensino médio, após isso, serão  capacitados com cursos técnicos de idiomas, informática  e superior, se desejarem. Tais ações auxiliarão no descongestionamento de presídios, pois foi com o investimento em educação que na Holanda 19 presídios foram fechados e relatos como o da Spotniks deixarão de ser excessão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!