O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A reciclagem de lixo no Brasil

                                                                                Reciclagem inacessível 


   A animação norte-americana "Wall-e" aborda, de forma hiperbólica, o problema do acúmulo residual no mundo. Embora a obra seja fictícia, o Brasil produz cerca de 78 milhões de toneladas de lixo por ano, todavia, apenas 18% dos municípios possuem coleta seletiva. Por conseguinte, faz-se necessário a reciclagem e o cuidado ambiental, assim, há garantia de recursos para as gerações futuras. 
    Diante desse cenário, a questão da preservação tomou uma proporção maior no âmbito político e social. Visto isso, houve o estabelecimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos - pretensão governamental de organizar o destino dos detritos nacionais - em 2010. Entretanto, a satisfatoriedade desse sistema ainda é ínfima, posto que 41,6% dos dejetos acabam nos lixões, em que apenas os depositam em um local aberto, sem qualquer tratamento. 
   Ademais, o alumínio é o produto mais reciclado devido ao seu valor econômico, contudo, um dos grandes causadores da poluição é o plástico. Dessa forma, o Greenpeace, em conjunto com artistas das Filipinas, construíram uma escultura impactante de uma baleia azul morta por asfixia devido a esse material. Logo, demonstrando os impactos no ecossistema, os quais incluem produção de chorume, liquído altamente poluente proveniente dos lixôes, que contamina o lençol freático, além da morte de animais marinhos. 
   Destarte, é peremptório que o Governo não apenas crie políticas, como também as fiscalize e desenvolva. Assim, através de investimentos nos setores de coleta, já que são a base para o funcionamento dessa organização, para mais, agentes de saúde para inspecionar a funcionalidade. Portanto, com a finalidade de obter um maior índice de reaproveitamento e, em consequência, preservar o meio ambiente. 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!