ENTRAR NA PLATAFORMA
A questão indígena e a educação
O livro "O Fundador" de Aydano Roriz, retrata a história da dominação europeia do território que hoje chamamos Bahia, com enfoque na relação de exploração dos portugueses para com povo o nativo, genericamente chamados de índios. No entanto, passados mais de 500 anos desse primeiro contato, os indígenas continuam tendo seus territórios invadidos e sua cultura diminuída. Fatores que corroboram uma situação inconcebível e que precisa ser mudada.
Em primeiro plano, destaca-se o desrespeito dos latifundiários em relação aos indígenas, como fator motivador para geração de conflito entre estes grupos. Tal questão é histórica e deveria ter sido solucionada em 1988, com a promulgação da Constituição Cidadã, que oficializa, depois de muita luta, as demarcações das terras indígenas. Contudo, não aconteceu o esperado, hodiernamente as reservas dos nativos, ainda são muito invadidas pelos grandes fazendeiros, que visam a lucratividade acima de qualquer coisa, inclusive da sobrevivência a população em questão, que é tão importante culturalmente para a nação brasileira.
Outrossim, vale ressaltar a desvalorização da cultura indígena no Brasil contemporâneo como consequência do histórico desconhecimento das particularidades dessas populações. Prova disso, é que o brasileiro idealiza o índio como figura com atitudes e valores de um europeu, como é passado pelo romancista José de Alencar em Iracema. Essa situação configura uma singularização das inúmeras etnias e costumes desse povo.
Portanto, diante dos argumentos abordados, depreende-se que é imprescindível que o Governo Federal acione os órgãos competentes para salvaguardar as terras indígenas através da fiscalização, periódica, das fronteiras das reservas pela Polícia Federal, a fim de impedir futuros conflitos envolvendo proprietários de terra. Além disso, é essencial que o Ministério da Educação, em parceria com a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), produza campanhas informativas sobre a pluralidade da cultura indígena e sua importância para o Brasil, e transmita as mesmas em grandes canais de televisão. Dessa forma, os nativos poderão ser conhecidos como realmente são, longe da visão europeia dos livros supracitados.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde