O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A questão da água no Brasil

O século XX trouxe avanços significantes na agricultura brasileira, perpetuando sua ascensão também no século seguinte. O aumento populacional causou, entre outras coisas, a necessidade contínua de investimentos em técnicas agrícolas para alimentar uma população cada vez mais maior, dependendo assim de quantidades exorbitantes de água a cada ciclo de safra.
Nota-se que o agronegócio é o mercado que mais utiliza e esperdiça água no mundo. Somente o Brasil, um dos países mais irrigados do planeta, possui cerca de 200 mil hectares com pivôs em contínuo funcionamento, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA). Segundo dados de consumo e desperdício no país, a indústria e o uso urbano, mesmo em percentuais relativamente inferiores a agricultura, também contribuem para crise hídrica que ameaça ano após ano o Brasil. Um exemplo ainda recente é a crise hídrica que afetou o Estado de São Paulo entre 2014-2016, causada por má gestão dos recursos, ocupações de mananciais e um longo período de seca.
Durante a Semana de Arte Moderna de 1922, temas recorrentes à seca no Brasil motivaram artistas e intelectuais a enfatizar esse problema em suas obras mais célebres. Em Vidas Secas, de 1938, Graciliano Ramos retrata a vida sofrida de uma família nordestina que, através de constantes migrações, procura fugir da seca na região. O escritor modernista abriu margem para um tema recorrente em países sob risco de seca extrema, como Omã, Catar e Líbia. Além do Brasil, que mesmo possuindo o maior reservatório de água doce do mundo, corre risco de enfrentar sérias crises devido ao desperdício e má administração.
Em decorrência dos fatos apresentados, é necessário um investimento em conscientização nacional acerca dos riscos que o desperdício representa à nação. Cabe ao Ministério do Meio Ambiente o assíduo trabalho de promover campanhas presenciais e onlines, além de debates para informar sobre a questão hídrica no Brasil. Por fim, ao agronegócio e civis, um comprometimento em relação à causa, buscando maneiras de evitar o gasto excessivo de água.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!