O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A questão da água no Brasil

Segundo o cientista e ganhador de prêmio Nobel em Medicina em 1.937, Albert Szent-Gyorgy, "A água é matéria e matriz da vida, mãe e meio. Não há vida sem água". No entanto, no Brasil há um grande descaso com essa fonte de vida. Nos últimos anos, o país tem enfrentando gravíssimos problemas de escassez de água em vista da má gestão pública, falta de conscientização da população e em decorrência de fenômenos climáticos. Por conseguinte, impera a distribuição irregular da água pelas diferentes regiões, além da indústria da seca que permanece ativa desde a década de 60.
Em primeiro plano, é notório que o território nacional tem enormes reservas de água doce superficial, além de contar com grandes reservas subterrâneas, entre elas, o Aquífero Guarani e Alter do Chão. No entanto, essa distribuição é desigual pelas regiões, pois onde há maior taxa populacional (42% na região Sudeste e 27% no Nordeste) existe um dos menores índices, apenas 6% e 3%, respectivamente, do volume total de água doce. Assim, a quantidade e qualidade da água que chega à população fica comprometida já que a gestão pública não tem se mostrado efetiva para solucionar esse problema, pelo contrário, são recorrentes os aumentos abusivos nos preços da água pelas concessionárias.
Em segunda análise, é importante destacar que eventos climáticos, como El Niño, têm afetado o padrão de precipitação no Brasil. Mesmo com a falta de chuva durante alguns períodos do ano, o consumo de água permanece o mesmo, o que diminui os reservatórios e mananciais de abastecimento. Logo, não se observa uma verdadeira preocupação com racionamento e desperdícios.
Além disso, é sabido que muitos políticos e industriais se beneficiam com a escassez de água, fomentando a Indústria da Seca. Muito embora a região Nordeste tenha índices de chuva acima de outras regiões do mundo, entre elas, EUA e Israel, a seca no Brasil é utilizada como um meio para superfaturar obras e conseguir verbas e apoios indevidos de bases parlamentares. Portanto, a seca é uma fonte geradora de benefícios para os poderosos e de malefícios para grande parte da população.
É evidente, portanto, que a questão da água deve ser melhor tratada no Brasil. Dessa maneira, é preciso que o Governo e a sociedade tenham um posicionamento sustentável real. O Governo deve implementar a Lei do Reuso de Água, tornando obrigatório que as edificações residenciais e industriais realizem adequações nos seus projetos arquitetônicos para separar água da chuva e também tratar os efluentes da cozinha, banheiro, lavanderia e áreas industriais, pois isso garantiria uma reserva técnica para os momentos de baixa precipitação. A Lei do Reuso de água deve fazer parte do projeto de governo federal e estadual. Além disso, a sociedade precisa usar a água de forma racional, evitando banhos longos, lavagem de calçadas e torneiras abertas sem necessidade, portanto, cabem campanhas educativas. O caminho foi desenhado, basta dar o primeiro passo.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!