ENTRAR NA PLATAFORMA
A questão da água no Brasil
As condições climáticas adversas e a crise hídrica no nordeste brasileiro vêm-se perdurando há séculos, só após esta questão ter atingido regiões economicamente importantes para o país que o problema tem sido veiculado em âmbito nacional pelos meios de divulgação de informação.
O escritor Graciliano Ramos, autor da obra literária Vidas Secas, representou muito bem a seca no nordeste, sertão brasileiro, onde mostra o deslocamento das famílias em busca de locais mais prósperos e por muitas vezes as famílias morriam antes de chegar ao final do seu percurso, devido não só ao sol, como também a falta d'água. Consoante a isto, os governantes trouxeram um projeto chamado transposição do rio São Francisco para solucionar, ou atenuar uma parte da escassez.
Nos dias atuais, a maior metrópole brasileira, São Paulo, e sua região caminha lentamente devido uma crise hídrica que surgiu em 2014, após o maior reservatório d'água paulista, sistema Cantareira, que é capaz de abastecer 8,8 milhões de pessoas, ter diminuído radicalmente a sua vazão, fazendo com que a população fosse obrigada ao racionamento.
Para que seja contida, o Ministério da infraestrutura deve realizar um embasamento oriundo de pesquisas por meio de seus funcionários públicos e grupos universitários, com o objetivo de elaborar e moldar projetos hídricos, tal como medidas de preservação e aumento da sua nascente para uma reconstrução do seu caminho ou um desvio. Com isso, dará um maior volume d'água, aumentando a vazão e seu modo de reservá-lo.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde