O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A questão da água no Brasil

Desde o início do século XVI, com a chegada oficial da colonização portuguesa ao Brasil, cultiva-se a ideia que nossos recursos naturais são infinitos. Entretanto, temos como principal contraditor a esse pensamento, a crise hídrica que vem preocupando o país, evidenciada não só pelo descaso governamental quanto ao descarte adequando do lixo, como também pelo grande desperdício por parte da população.
Com a revolução industrial no século XVIII, a produção de bens duráveis e não duráveis aumentou drasticamente. Consequentemente, a produção de lixo também. No Brasil, o lixo e os resíduos advindos das indústrias e de parte da população é comumente jogado em rios e lagos, já que não há uma fiscalização muito presente do governo quanto a isso. Essa poluição gera a eutrofização da água e a torna imprópria para o consumo. O lixo que é recolhido, não recebe o devido encaminhamento e acaba indo para lixões a céu aberto, produzindo o líquido tóxico chorume, contaminando o lençol freático.
Desde muito cedo nos é ensinado que quanto mais água é gasta em um processo melhor. Banhos mais longos por exemplo, são considerados sinônimos de limpeza. Não é de hoje que o desperdício de água se acentua no Brasil. No estado de São Paulo, os gastos exagerados de água e a falta de chuva levaram a uma crise hídrica, e em algumas localidades, houve o racionamento e até mesmo a falta de água.
Platão dizia que para mover o mundo, o primeiro passo é mover a si mesmo. A população deve educar-se quanto a utilização da água. Cabe ao ministério da educação, juntamente com as escolas, empenhar-se em difundir por meio de palestras e campanhas publicitárias, a importância do uso racional da água, a fim de diminuir o desperdício. É preciso também que o governo crie mais aterros sanitários para o fim adequado do lixo, fiscalizando e punindo aqueles que mantiverem a prática de atirar lixo e resíduos nos rios.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!