O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância do ensino a distância no Brasil

Devido ao advento da Revolução Técnico Científica, no século XX, o mundo passou a ser cada vez mais globalizado. Nesse sentido, essa mudança no meio social permitiu o avanço e o desenvolvimento de tecnologias de informação e comunicação, o que corrobora para a difusão de conhecimento ao nível global. Essa meio evolução tecnológica, também se deu no meio educacional, no qual o ensino a distância passou a fazer parte do plano escolar, ainda que haja um acesso desigual vigente na comunidade acadêmica.

Em primeira análise, a educação online transformou a vida dos alunos. Uma vez que apresenta facilidade de acesso, flexibilidade de horários, além da multimodalidade de ferramentas disponíveis, o que permite aulas cada vez mais dinâmicas. Diante disso, quando o sociólogo francês Pierre Lévy aborda a cibercultura em sua obra, corrobora a ideia de que novas práticas e costumes surgem com uma inserção de inovações tecnológicas no cotidiano. Dessa maneira, o ensino remoto tornou-se uma alternativa de grande relevância para a educação brasileira. Além disso, essa prática alterou não só a rotina estudantil dos estudantes, mas também dos professores que precisaram ter o mínimo de domínio tecnológico para que assim pudessem transferir o seu conhecimento, através das aulas virtuais.

 

Em contrapartida, essa educação remota ainda atinge os alunos de maneira desigual. Uma vez que, inúmeros discentes não possuem recursos tecnológicos disponíveis para assistirem às aulas como computador, celular ou sinal de internet. Diante dessas adversidades, os vínculos sociais e educacionais tornam-se frágeis e segundo o filósofo Zygmunt Bauman, a fragilidade das relações torna-as líquidas e, por conseguinte, descartáveis. Nesse sentido, essa exclusão digital prejudica o aprendizado, corroborando cada vez mais para o aumento da desigualdade social, na qual quem não é instruído o suficiente, está fadado às margens da sociedade.

Logo, é necessário o Ministério da Educação promova investimentos no acesso digital dos alunos, principalmente, da rede pública. Por meio da inserção de computadores de uso gratuito nas escolas, criação e fiscalização de cursos virtuais, permitindo a disseminação mais igualitária do ensino. Uma vez que, a democratização das informações através das tecnologias, permite a diminuição da desigualdade do aprendizado. Assim, mais indivíduos terão acesso a uma educação de qualidade, corroborando a difusão do conhecimento a todos os níveis sociais.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!