O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância da literacia familiar

   De acordo com John Dewey, a educação não prepara para vida, ela é o viver. Analisando o pensamento, observa-se a importância da leitura para a construção do senso crítico, principalmente quando feito no âmbito familiar. Nesse sentido, dois aspectos merecem destaque: a garantia constitucional e a dinâmica do mundo contemporâneo.


   Em primeira análise, não se pode negar o que está previsto na Carta Magna. Segundo o artigo 205 da Constituição Federal de 1988, é dever do Estado e da família garantir a aprendizagem do indivíduo visando seu pleno desenvolvimento. Dessa forma, observa-se a necessidade do hábito de ler dentro de casa para aumentar o repertório linguístico e comunicativo, sendo assim o ponto de partida para a alfabetização infantil.


   Outrossim, é importante ressaltar as relações pós-modernas. Com o advento da Revolução Industrial, o trabalhador passou a adquirir disciplina condicionada ao tempo. Desse modo, a participação dos pais no processo educativo dos filhos ficou progressivamente menor. Logo, a própria quantidade de livros lidos por brasileiro diminuiu, chegando a ser menos de três leituras anuais, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa. Sendo assim, compreendido que os responsáveis que leem pouco influenciam a fraca relação dos filhos com as obras.


   Evidencia-se, portanto, que é indubitável que o Ministério da Educação promova anúncios criativos e que chamem atenção, com ajuda de educadores capacitados e autores brasileiros famosos que abordem sobre a importância da literacia familiar, por meio das Redes Sociais (Youtube, Instagram e Twitter). Com essa medida, espera-se que o raciocínio de John Dewey se aplique na vida dos brasileiros.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!