O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância da literacia familiar

 Com base na Sociologia, a primeira instituição em que o indivíduo é inserido é a família, sendo essa responsável pela preparação daquele para as interações sociais. No entanto, hodiernamente, devido à agitada rotina da população, nota-se que, mesmo que a participação familiar no desenvolvimento linguajar do filho seja fundamental, as crianças têm cada vez menos o engajamento dos seus responsáveis no seu desenvolvimento educacional. Sob esse viés, para que o problema seja solucionado, é necessário entender as suas causas e consequências.


 A princípio, percebe-se que o Governo tem se atentado a importância da literacia familiar, buscando desenvolver projetos que ajudem esses grupos sociais nesse processo. Entretanto, esses programas não têm sido bem compartilhados, tendo em vista que não houve um grande aumento da participação familiar na educação dos seus filhos. Além disso, observa-se que o plano governamental tem sido ótimo no papel, mas na prática não tem apresentado a eficácia necessária, devido à falta de desenvolvimento de uma política de propaganda adequada. Logo, conclui-se que o Estado não tem protegido os seus filhos, que segundo Friedrich Hegel, filósofo germânico, é seu dever como poder maior.


 Ademais, atenta-se que as crianças estão sendo introduzidas nas escolas com dificuldades na fala, acarretando diversos obstáculos na leitura e escrita, atrasando o seu processo de alfabetização. Segundo Paulo Freire, educador brasileiro, a educação é um pressuposto à mudança social. Nesse sentido, entende-se que a alfabetização é a base do desenvolvimento educacional dos indivíduos, dessa forma, uma população com falhas na sua educação, acaba se transformando em uma sociedade acrítica.


 Portanto, constata-se que a falta de literacia familiar, se deve ao fato da população não conhecer os projetos que à auxiliam nesse processo, devido à falta de propagação adequada sobre o assunto, outrossim, essa inadequação acarreta atraso no processo de alfabetização e no desenvolvimento do senso crítico da população. Contudo, para que o problema seja solucionado, o Governo deve investir em propagandas informativas sobre os projetos, que auxiliam os pais na literacia familiar, já desenvolvidos pelo MEC, utilizando-se como meio às redes de comunicação, dentre as quais, a televisão e a internet, para que, assim, as famílias estejam se atentando a importância da sua participação no desenvolvimento da linguagem das crianças e para que não haja atraso na alfabetização infantil, formando, assim, uma população crítica.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!