O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância da literacia familiar

                                                    Literacia Familiar


   Na obra “Utopia”, do escritor inglês Thomas More, é retratada uma sociedade perfeita, na qual o corpo social padroniza-se pela ausência de conflitos e problemas. No entanto, o que se observa na realidade brasileira contemporânea é o oposto do que o autor prega, uma vez que não é atribuída grande importância à literacia familiar nesse país, o que apresenta barreiras, as quais dificultam a concretização dos planos de More. Nesse sentido, pode-se afirmar que a negligência governamental e a escassa abordagem do problema agravam essa situação.


   Nesse contexto, é fulcral pontuar que a displicência estatal colabora com esse cenário. Devido à falta de atuação das autoridades e a ineficiência de programas governamentais, persiste a violação do dispositivo jurídico, presente na Constituição Federal de 1988, que assegura, no artigo 205, o direito de todos à educação de qualidade. Tal fato, comprova-se, haja visto que, de acordo com o Instituto Unibanco, a cada 100 crianças brasileiras que entram no ensino fundamental, apenas 65 concluem os estudos. Logo, é primaz que os governantes desse país busquem investir em políticas públicas eficazes que implementem a parceria entre pais e professores no processo educacional, princípio fundamental do termo “literacia familiar”.


   Ademais, conforme George Orwell, escritor inglês, a massa mantém a marca, a marca mantém a mídia e a mídia controla a massa. Pautado nessa ideologia, convém enfatizar que a insuficiente exposição dessa problemática pelos meios midiáticos contribui para a insipiência da população quanto à importância da família como um dos agentes do processo de alfabetização, além da enorme quantidade de benefícios que a prática de leitura e escrita agrega para o desenvolvimento e formação das crianças. Prova disso, é que nas duas últimas provas da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), mais de 50% dos alunos obtiveram desempenho muito abaixo do esperado, segundo o MEC. Desse modo, faz-se mister a reformulação dessa postura midiática de forma urgente.


   Assim, medidas exequíveis são necessárias para implantar na sociedade brasileira a literacia familiar. Para tanto, é eficaz que o Ministério da Educação invista no aperfeiçoamento do programa governamental já existente “Conta pra Mim”, iniciativa voltada à valorização da leitura em família, através do treinamento de tutores e distribuição de materiais escolares, a fim de que as práticas de literacia se tornem presentes em todas as famílias do Brasil. Além disso, é preciso que a mídia exerça sua influência sobre a massa, como cita George Orwell, para ressaltar o valor imensurável que há na cooperação entre família e escola no caminho da educação. Desse modo, atenuar-se-á, em médio e longo prazo, o impacto nocivo da problemática, e a sociedade vivenciará a Utopia de More.


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!