ENTRAR NA PLATAFORMA
A importância da Educação Física para o desenvolvimento infantojuvenil

            Consoante a Constituição Federal de 1988, compete ao Estado, por meio de políticas sociais, garantir o pleno desenvolvimento dos jovens, bem como a saúde da população. Nesse sentido, quando se observa a importância da educação física para crianças e adolescentes, no Brasil, atualmente, nota-se que existem inúmeros benefícios à vida do grupo em questão. No entanto, em virtude de determinados aspectos da vida contemporânea, parte significativa dos jovens brasileiros sofrem com as consequências inerentes à falta da prática de atividades físicas, fato esse que, por sua vez, evidencia a não garantia de direitos previstos na Carta Magna brasileira.


            A princípio, cabe citar a máxima de Immanuel Kant, a qual aponta a educação como o grande segredo para o aperfeiçoamento da humanidade. Nesse âmbito, a educação física atua em consonância com a afirmativa de Kant, uma vez que é responsável pelo desenvolvimento de qualidades de grande relevância à vida – tais como a socialização, o espírito de equipe e o cuidado com a saúde. Desse modo, depreende-se que existe a necessidade de se garantir a prática da educação física nas escolas brasileiras, com o intuito de melhor preparar os jovens aos desafios da vida em sociedade.


            Além disso, convém frisar que, com a evolução tecnológica e a consequente automatização de diversas práticas cotidianas, significativa parte de crianças e adolescentes estão suscetíveis às consequências intrínsecas a uma vida sedentária, dentre as quais está a obesidade – associada por especialistas como um fator preponderante ao surgimento de doenças como a diabetes e a hipertensão. Comprova-se a dimensão desse problema ao analisar dados publicados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos quais é possível observar que 78% das crianças ficam mais de duas horas por dia na frente da TV, e apenas 43% possuem o hábito de praticar alguma atividade física. Dessa forma, é possível inferir que a educação física possui um importante papel à garantia de uma melhor qualidade de vida ao grupo infantojuvenil.


            Logo, a partir dos argumentos mencionados, é imprescindível que o Ministério da Educação, em conjunto com o Ministério da Saúde, crie projetos que visem mitigar essa problemática. Com base nessa premissa, é primordial que, por intermédio de recursos públicos que forneçam uma estrutura adequada, ocorra a criação de um programa que busque incentivar a prática da educação física em escolas brasileiras, recorrendo à implementação de variadas práticas esportivas – tais como futebol, vôlei e atletismo –, com o objetivo de promover o interesse de um maior número de alunos e, então, atenuar as consequências provenientes da falta de atividades físicas ao grupo infantojuvenil. Tudo isso com o propósito de que o tecido social, enfim, possa se beneficiar de direitos constitucionais e indispensáveis à vida – a garantia do desenvolvimento individual e da saúde.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde