O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância da Educação Física para o desenvolvimento infantojuvenil

Promulgada pela ONU em 1948, a declaração universal dos direitos humanos garante a todo e qualquer indivíduo o direito à saúde. Conquanto, o sedentarismo infantojuvenil ocasionado pelo desinteresse dos pais e pedagogos em educar sobre a prática de atividades físicas é um problema Mundial. Nessa perspectiva esses desafios devem ser superados para que uma sociedade integrada seja alcançada.


Primeiramente, é importante destacar que a educação física é algo muito importante para o crescimento de um país.Porém, muitas famílias e escolas não estão dando o devido valor para esse exercício, trazendo desinteresse e problemas de saúde para crianças e jovens. Desse modo, é impossível que essas pessoas comecem a praticar tal esporte sem a educação necessária, como citou o filósofo Imannuel Kant "O ser humano é aquilo que a educação faz dele". É necessário uma atenção maior do governo para que essa questão não prejudique mais habitantes.


Faz-se mister,ainda, salientar que o sedentarismo é consequência da falta do exercício físico. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), é necessário que crianças de 6 a 17 anos façam pelo menos uma hora de atividades físicas. Mas, a maior parte desses cidadãos não cumprem com o necessário, uma em cada 4 crianças da mesma faixa etária praticam menos de uma hora de esportes, aumentando o índice do sedentarismo no mundo como indica a CDC ( centro de controle e prevenção de doenças).


Portanto, indubitavelmente medidas são necessárias para resolver esse impasse. O governo junto com influenciadores digitais devem combater a desinformação sobre a importância do exercício físico, por meio de uma campanha nas redes sociais informando sobre as consequências da falta dessa ginástica, com o intuito de informar e incentivar pais e pedagogos. O Ministério da Saúde junto com estudantes de educação física locais, devem ajudar as crianças e jovens que já fazem parte da população sedentária, por meio de aulas gratuitas semanais nas academias das cidades e divulgadas por colaboradores, com intuito de diminuir essa parcela da população. Com isso, espera-se uma melhora na realidade das crianças e adolescentes. 


 

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!