O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A importância da Educação Física para o desenvolvimento infantojuvenil

A saúde, para a Organização Mundial da Saúde (OMS), é conceituada como um estado pleno de bem-estar físico, mental e social, e a atividade física atua como um dos principais fatores - além de uma boa alimentação - para a promoção de uma vida saudável, sendo indicada para todas as idades. Por isso, torna-se notório que a Educação Física é imprescindível para o desenvolvimento infanto-juvenil.


No entanto, uma pesquisa feita pelo IBGE apontou que 78% das crianças ficam mais do que duas horas por dia na frente da TV, ou seja, o risco de a criança se tornar sedentária tem aumentado devido à falta da prática de atividade física. Dessa forma, essas crianças podem tornar-se obesas e possivelmente desenvolver doenças cardiovasculares, diabetes e hipertensão no futuro.


Assim, segundo o Ministério da Educação, a Educação Física deve incorporar as dimensões afetivas, cognitivas e socioculturais dos alunos, ou seja, essa disciplina nas escolas, deve aliar o ensino teórico com as técnicas, jogos e brincadeiras, a fim de promover a saúde nos jovens, atuar também na socialização das crianças e favorecer o desenvolvimento motor delas. Com isso, as escolas e os educadores físicos têm um papel fundamental na formação e no desenvolvimento infanto-juvenil.


Portanto, para contribuir no desenvolvimento dos alunos e despertar a consciência de cuidar da saúde, o Ministério da Educação precisa elaborar palestras e debates que mostrem a importância de exercitar-se, a fim de fazer os professores e os alunos elaborarem projetos que envolvam atividades desportivas, vida saudável e interação social e, com isso, despertar o interesse das crianças pela atividade física.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!