ENTRAR NA PLATAFORMA
A dificuldade de lidar com a morte

          A música "Gostava tanto de você", do artista Tim Maia, possui trechos como "Não sei porque você se foi", e "chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate". Essas passagens na canção exprimem uma visão fiel dos sentimentos que se tem quando alguém morre: a não aceitação e a tristeza profunda. Diante disso, é importante discutir o sentido terrorístico atribuído a morte e os problemas oriundos dela. 


        Em primeiro lugar, é indispensável denotar como a morte é vista de forma terrorística. Isso acontece porque há a disseminação da negatividade que se tem em morrer, seja por crendices populares (como a divisão entre céu e inferno, sendo abominável a idéia de ir para o último) ou filmes, contos e até novelas, que mostram a morte como último estágio de alguns enredos de tragédia e tribulações. Consequentemente, quem presencia alguém próximo partir, além de lidar com a perda e saudade, precista ter discernimento diante dos murmúrios que existem ante a morte. 


            Além disso, os problemas não existem apenas no momento do falecimento e podem se prolongar muito tempo. Isso ocorre em virtude do sentimento de não aceitação da morte, seguido de tristeza, solidão e, muito possível, depressão. A canção denominada "Construção", de Chico Buarque, descreve em tom cinematográfico a tragédia do óbito de um operário. Além do sentido musical, é possível presumir como a família do operário em questão se desolaria com o então falecimento do patriarca, que estava trabalhando. Por conseguinte, lidar com a morte nessa e em todas situações, é extremamente doloso. 


                  Portanto, conclui-se que são necessárias medidas que diminuam o impacto gerado pela morte. Para isso, é imprescindível a ação do Congresso Nacional que, mediante uma alteração na Lei de diretrizes orçamentárias, proponha mais investimentos no setor educacional superior, que serão convertidos para a capacitação mias intensa de profissionais como psicólogos, para atuarem escutando e orientando pessoas que perderam entes queridos. Isso ajudará no desabafo e no processo de aceitação da morte,  reduzindo o terror e evitando o "medo do futuro", como descrito na canção de Tim Maia.


            


  

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde