O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A crescente descrença no pensamento científico no Brasil

O positivismo é uma corrente filosófica que possui como base ideológica o desenvolvimento como resultado de um pensamento voltado ao meio científico. Essa ideia torna-se comum a partir do crescimento de nações no século XIX, devido a aproximação da indústria e da área científica para a criação de novas tecnologias. Portanto, com todo o avanço tecnológico até o momento atual, o lógico seria que cada vez mais a ciência estivesse próxima da sociedade, para contribuir com o bem-estar de todos. Porém, o surgimento de movimentos como antivacina evidencia um afastamento entre a comunidade científica e a civil, em virtude da falta de investimentos na área e a propagação de notícias falsas com o mesmo valor de notícias verídicas e de cunho acadêmico.


Nesse sentido, a ciência é de extrema importância para a sociedade, porque é a partir dela que novas tecnologias são formadas, o que qualifica e exemplifica o nosso dia a dia, por isso, é sempre um indicador de avanço de um país. Ademais, o método científico permite a formulação de questionamentos e conclusões concretas, sem nenhuma predisposição e de forma crítica. Infelizmente, os investimentos na área tanto científica quanto na própria educação não apresentam melhoras, o que contribui para esse afastamento das duas comunidades, o que é muito prejudicial, pois, como afirma o psicólogo Jean Piaget, educar é criar mentes que possam criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas é proposto.


Consequentemente, ao não proporcionar melhorias na educação e aproximação do método científico, notícias falsas e tendenciosas começam se espalhar de forma mais rápida por falta de criticidade pela população, algo que já indica prejuízo atualmente. O movimento antivacina tem ganhado muita força, a partir de divulgações de notícias sensacionalistas, que pegam casos isolados e fazem parecer efeitos colaterais gerais, o que faz algumas pessoas duvidarem do valor da vacina, que já foi comprovada cientificamente. O próprio Programa Nacional de Imunização já divulgou queda nas taxas, em 2016, todos os estados ficaram abaixo da meta da cobertura da imunização que é de 95%, o que torna as pessoas mais suscetíveis as doenças.


Dessarte, é necessário que o Poder Público invista mais na educação, de modo que também aproxime a população da ciência, a partir da inclusão de laboratórios nas escolas, aulas experimentais e leitura de textos científicos, para que os indivíduos estabeleçam contato com a área científica desde cedo. Além disso, é interessante que o Ministério da Saúde, junto com as ONG's, fale sobre a importância da vacinação, por meio de campanhas publicitárias em jornais e mídias sociais, além da divulgação de artigos científicos sobre o assunto. Dessa forma, o afastamento existente irá amenizar, o que coloca o conhecimento científico em destaque, assim como os positivistas idealizaram.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!