O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A crescente descrença no pensamento científico no Brasil

No Brasil, em 1904, ocorreu a revolta da vacina. A população, não conhecendo os efeitos benéficos das vacinas e revoltada com a obrigatoriedade da aplicação, rechaçou os oficiais. Hoje todos nós sabemos o quão importante elas são e foram na erradicação de doenças, mas infelizmente o pensamento de 1904 parece ter retornado, com pessoas negando-se a vacinarem elas e seus filhos. Isso se deve a crescente descrença no pensamento científico no Brasil. Nesse sentido, vale analisar as principais causas, consequências e soluções dessa problemática.
Movimentos que vão contra o pensamento científico ganharam notoriedade com o crescimento da internet e das redes sociais, onde os usuários publicam e compartilham falsas notícias e pseudociência indiscriminadamente, como acontece com as ideias antivacina. O fato é que para muitos, essas ideias não passam de conspiração, mas para outros são levadas a sério, podendo acarretar vários problemas à sociedade.
As campanhas de vacinação obtiveram o sucesso na erradicação de doenças como a poliomielite e o sarampo, mas graças a propagação de mentiras relacionadas a elas, muitas crianças deixam de ser vacinadas, fazendo com que doenças já erradicadas, ameacem retornar.
Portanto, medidas fazem-se necessárias para que essas ideias tomem cada vez menos espaço na sociedade. As redes sociais, como Facebook e Youtube, devem combater a difusão dessas informações, excluindo páginas e publicações relacionadas, e em união com o Ministério da saúde, vincular propagandas contra essas ideias, visando diminuir a difusão e os adeptos a essas práticas prejudiciais.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!