O CUPOM VOUPASSAR35 É VÁLIDO POR: dias horas minutos segundos

A crescente descrença no pensamento científico no Brasil


A Revolta da Vacina, em 1904, expos a incredulidade da população brasileira na ciência para o combate de doenças infectocontagiosas. Atualmente, apesar dos avanços da medicina e a ampliação do acesso a informação, ainda persiste um movimento antivacinacao que se propaga através da internet. Esse fato, revela a continuidade do ceticismo dos brasileiros no pensamento cientifico, estimulado pela disseminação de argumentos falaciosos e pela inadimplência politica.
Primeiramente, é evidente que as redes sociais amplificam a construção e dispersão de inverdades. Desse modo, tornou-se comum médicos serem refutados por experiência de terceiros, crendices e dogmas religiosos disseminados nas redes. De maneira análoga o movimento antivacinação prolifera-se nesses meios, alicerçado em fundamentos acientíficos que ressaltam o medo de reações colaterais à vacina e a possível reversão dos microorganismos atenuados. Contudo, tais premissas ignoram os efeitos positivos da medicina na prevenção e cura de doenças, como no caso da erradicação da poliomielite no Brasil. Dessarte, o problema concentra-se na demonização dos conhecimentos científicos que seguramente beneficiariam a população.
Outrossim, é indubitável que a falta de medidas governamentais esteja entre as causas desse problema. De acordo com o filósofo Aristóteles, a política é uma ciência que visa ao bem estar social e a finalidade coletiva. Assim, é possível depreender que a ciência e a política deveriam caminhar juntas, pois visam o bem coletivo em prol da sociedade. Nesse contexto, é valido salientar segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico o Brasil é um dos países que menos gastam com ensino primário. Com isso, observa-se na sociedade a diminuição da busca por faculdades acadêmicas e de pesquisa, como matemática, física e química, agravando o desapreço pela ciência.
Fica claro, portanto, que é preciso haver medidas que alertem os brasileiros sobre os a importância dos conhecimentos científicos. Para tanto, é urgente que haja, por parte do Governo Federa, maiores investimentos na educação de base, reformulando os livros, valorizando os professores e construindo palestras e exposições que instiguem o interesse dos estudantes pelo empirismo. Além disso, é preciso que mídia divulgue através de TVs e rádios a importância da ciência para o desenvolvimento da sociedade, desconstruindo a apatia dos brasileiros em relação a ciência.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!