ENTRAR NA PLATAFORMA
A banalização do coaching

Recentemente, ocorreu um surto de profissionais do tipo coach, o coaching nada mais é, que um auxílio de um especialista para o desenvolvimento de habilidades de quem contrata estes serviços, tanto para atingir objetivos profissionais, quanto para realizações individuais. Contudo, devido a desregulamentação da profissão, muitos indivíduos, agindo de má fé, se autodenomiram 'coachs' com o objetivo de se aproveitar da novidade, mesmo não tendo a formação necessária para o exercício da atividade. Assim, é necessário a regulamentação adequada da profissão, além de maior fiscalização para reverter esse cenário de banalização.


Primeiramente, cabe enfatizar que a incipiente regulamentação da profissão corrobora com esse problema. Nesse viés, a falta de leis que protegem e regulam a atividade do coaching prejudica estes profissionais, pois dá chance para literalmente qualquer pessoa exercer a profissão mesmo não tendo o mínimo de conhecimento sobre ela. Exemplo disso, é a explosão de coachs que não possuem formação e não são credenciados pela Ferderação Internacional de Coachings, principalmente em canais da plataforma de vídeos Youtube.


Ademais, além desse descaso com a profissão, observa-se que a falta de um conselho de coahs também dificulta o objetivo da desbanalização da profissão, já que também abre brechas ao charlatanismo generalizado. Além disso, a maior fiscalização por parte do Estado deve ser realizada com a finalidade de garantir a qualidade do serviço de coach.


Torna-se evidente, portanto, que medidas sejam tomadas visando acabar com a banalização do coaching através de sua correta regulamentação. Para tanto, cabe ao Ministério do Trabalho, devido à sua importância na adoção de medidas que envolvem as atividades profissionais, promover a regulamentação e o embasamento jurídico da profissão de coaching e fiscalizar, através de conselhos, os profissionais desse ramo com o objetvo de tornar a profissão mais séria e de melhor qualidade, punindo charlatões sem formação que usam o termo coach de forma equivocada para benefício próprio. Desse modo, a profissão será desbanalizada e melhor vista pela sociedade.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde