ENTRAR NA PLATAFORMA
A banalização do coaching

É indubitável que o coaching se popularizou no Brasil nos últimos anos. Segundo dados divulgados pela Internacional Coach Federation (ICF),3,5% da população no Brasil trabalha nessa área. Dessa forma, vale analisar os principais efeitos positivos e negativos dessa popularização : a melhorar a eficiência de outros profissionais e excesso de" falsos coaches".



É incontrovertível que o dever do coach é melhorar o rendimento de outras pessoas, o que atrai a atenção de grandes empresas. Segundo a central central de notícias da Globo (G1), as empresas que realizam encontros periódicos com esses especialistas, tiveram uma melhora considerável na relação à produtividade dos funcionários pelo tempo de serviço, haja vista que são profissionais com metodologia para melhorar a performance de um indivíduo. Deste modo o ideal seria que todas as empresas usufruíssem deste profissional.



Ademais, para se tornar coach, é necessário a realização do curso de formação. Entretanto, algumas pessoas que obtiveram certo êxito, seja profissional ou financeiro, se acham qualificados para exercer essa profissão , contudo, não possuem os métodos corretos para realização desta atividade , o que por conseguinte gera a banalização da profissão, haja vista que muitos fazem promessas surreais para atrair público leigo sem as ferramentas corretas para este fim. Infelizmente, não a legislação que proíbe a presença destes indivíduos no mercado, o que colabora para inércia da problemática



Destarte medidas precisam ser tomadas para resolver o impasse. O Supremo Tribunal Federal deve, por meio de elaboração de leis, criar uma multa diária para todo coach ou outro profissional que estiver atuando sem a certificaçãodevida. Pretende-se com isso, reduzir o número de profissionais irregulares no mercado e garantir a integridade desta profissão.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde