ENTRAR NA PLATAFORMA
A banalização do coaching

A palavra "coaching" vem da Idade Média ,começou a ser utilizada para descrever os cocheiros, que eram aqueles que conduziam as carruagens até o seu destino. Analogamente, no século XXI essa palavra tem ganhado forças e acabou entrando na moda, atualmente o "coach" tem a função de prestação de serviços, de modo a guiar e orientar as pessoas á alcançarem o sucesso. Embora, tenha uma boa finalidade, muitos acabam entrando nesse meio, de forma inesperada e sem qualquer formação. Nesse sentido, convém analisarmos os pontos positivos e negativos que favorecem esse quadro.



Em primeira análise, vale salientar que o número destes profissionais vem aumentando gradativamente e abrangendo diversas áreas. Uma vez que ,estamos sempre à procura de fórmulas mágicas e querendo sempre tudo muito rápido, e muitas das vezes o medo em começar algo novo pode atrapalhar e gerar frustrações. Por consequência, surge então a figura desse profissional com finalidade de ajudar esses indivíduos no seu autoconhecimento, com ações e planejamentos, afim de organizar o cérebro para o sucesso. De acordo, com os dados da internacional coach federation (Icf) indica que nos últimos quatro anos, esse novo segmento cresceu mais de 300% no Brasil e tem movimentando mais de 50 milhões.logo,vimos que essa metodologia além de ser uma excelente ajuda profissional vem também movimentando a economia do país.


Ademais, temos o lado negativo desse viés,onde podemos destacar os autointitulados "coach" sem possui nenhum certificado, alguns desses pseudos profissionais acabam usando sua oratória de forma inresponsável,oferecendo riscos para os desavisados na contratação do serviço .Visto que, esse negócio está crescendo principalmente na internet onde o fornecimento desse serviços muitas das vezes, não é fiscalizado e pode se tornar algo perigo. Por exemplo temos Mayara Cardi conhecida nas redes sociais por possui um programa chamado "seca você renove" onde ela oferece consultoria pela internet sobre um estilo de vida baseado na reeducação alimentar e muitos á julgam por não ter formação em nutrição e oferecer esse tipo de ajuda.Emfim, como é um setor novo e que não para de crescer, é notório que a falta de uma lei especifica e regulamentaçao é necessária para não permitir o surgimento de charlatões no mercado.


Infere-se, portanto que medidas são necessárias para resolver o impasse,urge que o Estado em parceria com o Ministerio do Trabalho aprove a profissão dos "coaching",pois o reconhecimento formal é importante para indicar os limites da função, e também seus direitos e deveres na profissão.Ademais,criar leis que punam e condene aqueles que se passam por falsos"coach",objetivando assim, ampliação de instituições adequadas para formalizar profissionais especializados e aptos para exercerem a profissão.Espera-se com isso que, "coching" não sejam visto pela sociedade como criminosos e muito menos insignificante,mais sim como grandes conselheiros.


Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde