Aspectos fundamentais para uma boa interpretação de textos

por | nov 12, 2021

Não dá para negar que uma interpretação de texto assertiva é essencial para que você obtenha sucesso nas provas que vão ditar o seu futuro, não é? Para escrever bem na redação do ENEM, por exemplo, é fundamental que seu conhecimento prévio do conteúdo seja tão amplo quanto o do português e suas regrinhas.

É notável que algumas pessoas possuem a habilidade intrínseca de compreender e interpretar textos de apoio da redação, mas não há por que se preocupar com isso se não for o seu caso. As situações cotidianas da vida já exigem de você interpretações verbais e não-verbais o tempo todo, então sentir-se seguro para confiar na sua interpretação textual é apenas um passo a frente.

A boa notícia, aqui, é que a interpretação textual é uma habilidade que pode ser aprendida. Não sem muito estudo, é claro, mas com isso você já está acostumado, não é? Preparamos algumas dicas para que sua interpretação de texto, daqui para frente, seja mais rápida e eficaz. Vamos lá?

Sobre a interpretação


Interpretar é determinar o significado preciso de algo. Sendo assim, essa conceituação pode se referir tanto ao processo mental de entender e reagir a algo, como também ao resultado obtido pela sua análise pormenorizada.

Para começar, existem diferentes formas de interpretação — verbal ou não-verbal —, e dentro de cada uma dessas possibilidades de compreensão podem existir mais diversas maneiras de interpretar uma situação ou texto dependendo dá área ou da temática.

Você sabe que quando o semáforo está na cor vermelha significa que não é seguro atravessar a rua, certo? Parabéns, você acabou de concretizar uma interpretação não verbal absolutamente correta e cumpriu com o objetivo dela: saber quando pode atravessar a rua.

Bom, imaginemos agora que você tenha certa afinidade com a internet. Então, sabe quando você lê um “clique aqui” e entende que o ato de clicar naquele link vai te levar a algum conteúdo ou site? Na contramão do exemplo anterior, esse corresponde a uma interpretação textual perfeita. Duas palavras que falam muito mais do que está de fato escrito.

Interpretar é isso: descobrir o significado real de algo. Na interpretação de texto, você, como leitor, precisa ser capaz de entender — tanto quanto no “clique aqui” — o que o interlocutor quis expressar.

8 dicas para uma melhor interpretação textual

Estudar sobre quais assuntos mais caem na redação do ENEM é muito eficiente, afinal você precisa estar antenado sobre o que acontece mundo afora. Da mesma forma, é preciso estabelecer um alicerce forte que irá te ajudar na compreensão de qualquer texto.

Dicas para expandir seu vocabulário

Antes de interpretar textos específicos, é preciso investir no seu vocabulário, pois ele é essencial para uma interpretação de textos correta. Mas como?

1. Adote o hábito de leitura diária

Correndo o risco de soar como seu professor de redação do colégio ou do cursinho, queremos destacar o óbvio: quanto mais você ler, melhor ficará sua interpretação de textos.

Tudo bem que esse papo de que o cérebro é um músculo já foi superado por ser uma crença equivocada do senso comum, mas realmente esse órgão humano precisa ser exercitado já que ele é extremamente moldável conforme as experiências de cada um — essa característica é conhecida como plasticidade.

Deste modo, quando algo é incorporado à rotina, com o tempo ele fica bem mais fácil e natural. Até os textos mais complexos serão vistos e lidos com outros olhos, afinal, você agora entende.

Sabemos que você lê sim muito, mas não o faça só como obrigação: encontre uma recreação nisso! Todo texto está ali para ser compreendido, e existe uma infinidade de temáticas que você pode se interessar.

2. Escreva textos

Que tal expor suas ideias? Colocar-se no lugar daquele que quer ser entendido é tão importante quanto ser quem entende.

O fato de você ter que criar argumentos textuais para justificar o que está escrevendo te fará ter uma compreensão mais acertada de qualquer conteúdo que vier a ler.

E onde escrever? Em redes sociais, blogs ou até mesmo em um bloco de notas — e nesse caso, treine também sua caligrafia para evitar o pesadelo da não-correção por ilegibilidade, ok?

3. Tenha o dicionário como seu melhor amigo

Não é permitido levar seu dicionário a tiracolo para o ENEM ou vestibulares, mas isso realmente não será preciso se você já está ampliando seu vocabulário com as duas dicas acima.

Veja bem, também não estamos falando de livros físicos, hoje em dia é possível encontrar conteúdo confiável na internet como o Michaelis e o dicionário criativo.

Leu uma palavra desconhecida? Pesquise seu significado e seus sinônimos. Quer usar uma expressão diferente para evitar repetição e deixar sua produção mais fluída? Faça o mesmo. Essas pequenas ações ensinam muito!

Estudando para a prova e durante sua resolução

Tudo bem, os passos anteriores estão sendo seguidos por você, mas ainda não se sente completamente seguro para fazer a interpretação de textos? É preciso treinar!

Encontre as provas antigas do vestibular ou concurso que fará — sem olhar o gabarito — e faça, refaça e faça novamente.

Estude a prova para a prova. Sim, o conteúdo diferirá, mas a estrutura, por sua vez, é a mesma ou ao menos é bem parecida. 180 questões no geral, 45 para cada matéria? Aprender esse padrão também te deixará menos ansioso para sua interpretação textual.

4. Identifique os conceitos apresentados

Chegada a prova oficial ou os treineiros, é preciso decompor o texto analisado em suas ideias principais. É interessante citar que quando falamos “textos”, tanto os enunciados quanto os apoios para a redação estão sendo englobados.

Dito isso, tenha algumas perguntas na ponta da língua:

  • qual é o foco do texto?
  • quais os conceitos principais ali abarcados?

Desta maneira você já terá maior controle sobre o que busca entender.

5. Identifique os objetivos do autor e do texto

Por mais que você não conheça anteriormente o autor do texto que interpretará, é possível desvendar um pouco de seus desejos e personalidade na leitura de sua produção. As informações ali dispostas têm essa funcionalidade de “ler a mente” do interlocutor.

Para que seja possível entender os objetivos do texto, faça essas perguntas na medida que realiza a leitura:

  • qual o objetivo central/ideia que motivou o autor a escrever o texto?
  • qual mensagem ele quer passar com isso?
  • o que a estrutura textual feita por ele representa?
  • se eu precisasse explicar de forma clara o que li aqui, como o faria em poucas palavras?

Você já deve ter estudando que nem sempre existe apenas uma interpretação correta, mas é preciso seguir o fio almejado pelo autor. Entender a mensagem, mesmo que você não concorde com ela, te faz interpretar melhor.

6. Identifique e analise a linguagem textual utilizada

Na literatura, nada é por acaso. As palavras, expressões, estrutura textual, uso de sujeitos e advérbios, etc., indicam o que o texto pretende informar e como fará isso. Fique atento ao gênero textual!

Ele quer te convencer de algo? Emocionar? Indagar? Entreter? Sempre se pergunte por que o autor utilizou determinada linguagem ao invés de outra.

7. Sublinhe as ideias importantes

Facilite para você mesmo: poupe-se de ter que percorrer todo o texto novamente para encontrar aquela ideia que chamou a atenção. Essa é uma técnica de estudo universal!

Mas cuidado, sublinhar corretamente e interpretar de forma assertiva um texto são dois lados da mesma moeda: não os faça a esmo, ou seja, de maneira aleatória. Dê destaque às ideias fundamentais do texto, e se preferir, faça também um comentário sobre esse grifo. Passar o marca texto em tudo não adianta, né?

8. Faça pausas

Evite ler apenas “passando os olhos”. Está cansado? Peça para ir ao banheiro, respire fundo, pule para a próxima questão e depois retorne, coma a barrinha de cereal que levou.

Não adianta de nada tentar assimilar informações sem dar um intervalo ao seu cérebro. Provas de vestibulares e ENEM são, geralmente, bem longas e compostas de leituras complexas, então é mais efetivo que, de tempo em tempo, você diminua o ritmo e recupere sua energia para continuar.

Interpretação de textos na prática!

Nada melhor para eternizar de verdade um conhecimento do que utilizá-lo na prática. Que tal tentar interpretar o texto do enunciado abaixo?

(Enem – 2012) “Ele era o inimigo do rei”, nas palavras de seu biógrafo, Lira Neto. Ou, ainda, “um romancista que colecionava desafetos, azucrinava D. Pedro II e acabou inventando o Brasil”. Assim era José de Alencar (1829-1877), o conhecido autor de O guarani e Iracema, tido como o pai do romance no Brasil.

Além de criar clássicos da literatura brasileira com temas nativistas, indianistas e históricos, ele foi também folhetinista, diretor de jornal, autor de peças de teatro, advogado, deputado federal e até ministro da Justiça. Para ajudar na descoberta das múltiplas facetas desse personagem do século XIX, parte de seu acervo inédito será digitalizada. História Viva, n.° 99, 2011.

Com base no texto, que trata do papel do escritor José de Alencar e da futura digitalização de sua obra, depreende-se que

a) a digitalização dos textos é importante para que os leitores possam compreender seus romances.

b) o conhecido autor de O guarani e Iracema foi importante porque deixou uma vasta obra literária com temática atemporal.

c) a divulgação das obras de José de Alencar, por meio da digitalização, demonstra sua importância para a história do Brasil Imperial.

d) a digitalização dos textos de José de Alencar terá importante papel na preservação da memória linguística e da identidade nacional.

e) o grande romancista José de Alencar é importante porque se destacou por sua temática indianista.

E aí, identificou que a “d” é a correta? Ficou bem mais fácil mandar bem nas questões quando você entende um pouco mais sobre a interpretação de textos, não é? Para gabaritar é só acompanhar o blog da Redação Online: temos bons ensinamentos para você!

<a href="https://redacaonline.com.br/blog/author/marinadias/" target="_self">Marina Dias</a>

Marina Dias

Bacharela em Letras Língua Portuguesa e Literaturas pela UFSC, revisora de textos e redatora.
Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM