Você sente que as redes sociais influenciam no desejo de fazer procedimentos estéticos? Acredita que há uma banalização de cirurgias plásticas? Reflita e treine sua redação sobre este tema.

Leia atentamente os textos a seguir. Então, considerando seu repertório sociocultural, escreva um texto dissertativo-argumentativo de até 30 linhas acerca do tema “Banalização de cirurgias plásticas nas redes sociais”. Para isso, utilize a modalidade formal da Língua Portuguesa. Apresente uma proposta de intervenção que respeite os direitos humanos.

Confira o tema Banalização de cirurgias plásticas nas redes sociais abaixo:

Texto 1

Tempo em casa e nas redes sociais aumenta busca por procedimentos estéticos na boca

Além do aumento em casos de bruxismo e fraturas dentárias após os meses de quarentena, alguns profissionais de odontologia e saúde bucal começam a relatar também uma alta nas buscas por procedimento estéticos como harmonização facial, bichectomia e aplicação de botox. “As pessoas fizeram muitas lives e, se vendo depois no vídeo, queriam mudar o sorriso, melhorar a cor dos dentes, alguns também quiseram retocar a face”, aponta Mario Cappellette, presidente do núcleo paulista da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-SP).

Desse modo, o movimento foi sentido também por Kamila Godoy. Pesquisadora da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (USP) e ortodontista, ela diz que primeiro começou a receber pacientes com dentes quebrados, fissuras e dor na articulação temporomandibular (ATM). No entanto, em meados de julho, a demanda mudou. “Houve aumento absurdo de procura por procedimentos estéticos. Assim, as pessoas queriam aproveitar o momento para fazer algum procedimento que precisasse de repouso e, por ter que ficar em casa, houve, portanto, uma procura bem alta de cirurgias para retirar o siso, bichectomia (procedimento para reduzir as bochechas) etc.”, conta.

“A questão de ficar em casa levou a um tempo ocioso muito grande. Desse modo, como aumentou também o uso de redes sociais, a pessoa passou a vislumbrar a imagem dela com mais frequência e visualizar pessoas ‘perfeitas’ o tempo todo”, explica a psicóloga Katree Zuanazzi, diretora do Instituto Brilhar Saúde Mental, de Curitiba.

Assim, ela aponta que há uma diferença entre buscar o aperfeiçoamento e a mudança completa do rosto, provocado pelo mar de filtros e falsas perfeições que as redes sociais oferecem. “Todo mundo tem algo que gostaria de melhorar ou que não é perfeito. É importante ver quais desejos são amadurecidos e vêm de anos. No entanto, toda ideia que vem de repente foi, provavelmente, implantada por redes sociais ou ideais de perfeição.”

Fonte: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,tempo-em-casa-e-nas-redes-sociais-aumenta-busca-por-procedimentos-esteticos,70003491712

Texto 2

Efeito filtro: as redes sociais e nossa relação com a beleza

Em momento de isolamento social, passamos boa parte do tempo vendo uns aos outros exclusivamente pelas telas dos telefones e computadores. Dessa forma, a preocupação com a aparência real x virtual é cada vez mais frequente. Assim, os padrões de beleza que até outro dia eram apenas inalcançáveis, hoje são ficção virtual. Assim, basta um filtro rápido para disfarçar a cara lavada e você fica “naturalmente” mais bela. Do desejo de uma pele lisa, com textura e coloração uniforme à vontade de fazer preenchimento labial… Como fica a nossa relação com o espelho no meio disso tudo?

(…)

Procedimentos não cirúrgicos

Além da busca pela pele livre de imperfeições, alguns filtros – e imagens das redes sociais – podem inspirar o desejo por procedimentos como preenchimento labial, harmonização facial etc. Assim, segundo dados da Associação Americana de Cirurgia Plástica e Estética, a ISAPS, os procedimentos não cirúrgicos são os que mais aumentaram nos últimos tempos. “O impacto das redes sociais no psicológico das pessoas é um fenômeno que já vem sendo estudado há bastante tempo. Cada um, certamente, está querendo mostrar o seu melhor, ninguém quer mostrar momentos não favoráveis”, diz André Maranhão, cirurgião plástico carioca e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Portanto, de acordo com ele, as maiores buscas são por mudanças em relação à posição das sobrancelhas, espessura do nariz, volume dos lábios e formato das maçãs do rosto e queixo. “Já passei por situações em que  pacientes vieram ao consultório buscar o resultado produzido por um filtro na hora de fazer um stories com a própria foto em mãos. Entretanto, cabe ao profissional orientar o paciente e observar as limitações técnicas de cada caso, porque nem sempre é possível reproduzir no mundo real o que filtro produz tecnologicamente”, conta.

Fonte: https://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2020/11/efeito-filtro-redes-sociais-e-nossa-relacao-com-beleza.html

Texto 3

harmonização facial charge

Fonte: https://twitter.com/petitabell/status/1312942690271723525/photo/1

Texto 4

Modinha no Instagram, desejo de vida: por que há tantas adolescentes obcecadas com cirurgia plástica?

Por conta das redes sociais e da naturalização desse tipo de operação por influenciadores, jovens vêem procedimento como alternativa “simples”.

Se você está um tantinho por dentro das últimas tretas das redes sociais sabe bem. Toda semana, uma nova famosa se submete à cirurgia plástica da vez, a chamada Lipo LAD. No entanto, nos últimos dias, chamou atenção o caso de uma influencer de 18 anos que entrou na faca. Nas redes, a guria contava sobre o processo de pós-operatório “com muita dor” aos seus milhões de seguidores – crianças e adolescentes, na maioria.  Longe de mim querer crucificar a mocinha em questão, que é só mais um caso dentre tantos. Mas é impossível ver uma história dessas ganhar repercussão sem se perguntar: afinal, por que tantos adolescentes se submetem a plásticas?

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/donna/colunistas/thamires-tancredi/noticia/2020/10/modinha-no-instagram-desejo-de-vida-por-que-ha-tantas-adolescentes-obcecadas-com-cirurgia-plastica-ckgwlm8h4000b012t08r77utd.html

Escreva a uma redação sobre o tema Banalização de cirurgias plásticas nas redes sociais após conferir a lista de repertórios que preparamos!

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

propaganda redação online

Comentários do Facebook