Mais uma dica de tema de Redação pra galera!

Texto 1:

Ao ouvir a música que há tempos embalou um beijo, uma pessoa começa a chorar. Outro sente os pêlos do braço arrepiar ao som de um solo do Jimmy Page. Alguém tatua nas costas uma enorme clave de sol, enquanto o seu amigo escuta em seu MP3 versos de Vinicius de Moraes e venera a bossa nova. Na região Norte da cidade, um adolescente descobre a música Paranoid do Black Sabbath ao mesmo tempo em que uma menina se imagina ao lado da Amy Winehouse. No centro de um bar, um garoto tenta imitar a voz rouca de Tom Waits, mas o público quer mesmo ouvir o novo sucesso pop do Panic At The Disco, tirando o moço sentado no sofá do local, com dreads no cabelo e na camiseta a dica de sua admiração: Peter Tosh e Bob Marley. O que essas pessoas têm em comum? Todas são influenciadas, de certa forma, pelo poder da música.

Para o professor do curso de Psicologia da FADEP, Alexandre Baiocchi, que já realizou estudos na área, a música é puramente uma mobilização sentimental. Como qualquer manifestação artística, ela influencia na vida e na formação da identidade de qualquer pessoa. O professor explica que a emoção gerada pela canção ocorre devido à implicação que ela ocasiona na psique do ser humano. Ao percebermos a música, entramos em contato com a percepção cognitiva do som. Em seguida, nos emocionamos, pois, independente do gênero, ela tem a capacidade de mexer com os nossos sentimentos e nossas impressões afetivas”.

Esses aspectos causados pela música geram nas pessoas um nivelamento de impressões, opiniões e gostos, o que se reflete na maneira como elas direcionam o seu comportamento perante a sociedade. Quando isso ocorre, a música começa a adquirir uma importância significativa na vida de qualquer um, contribuindo para a formação da personalidade e dos gostos estéticos, comenta o professor.

redacao-online-enem

Alexandre destaca que essa influência, geralmente, inicia na adolescência. O jovem, por estar formando a sua identidade, busca na música uma afirmação pessoal e projeta no ídolo o fascínio que sente. Isso interfere na sua forma de se vestir, de se comportar e de se relacionar.

Fonte: http://www.fadep.br/07/10/2008/646/a-importancia-da-musica-na-vida-das-pessoas/

Texto 2:

MÚSICA DE PROTESTO

A música para a maioria das pessoas é uma forma de expressar sentimentos, desejos, frustrações, conceito que não está muito longe da realidade, pois durante muito tempo a música foi utilizada como forma de “abrir os olhos da humanidade” para as questões que afligiam o mundo, como a guerra, a discriminação, a opressão, etc.

Para muitos músicos, a canção não deve falar de coisas banais, mas sim, explorar letras na tentativa de mudar a realidade cruel em que grande parte do mundo vive, é buscar através da música a liberdade para a humanidade. A música com referência ideológica existe há muito tempo, mas foi a partir da década de 1960 que a música, como forma de protesto, ganhou popularidade, em especial com as bandas britânicas Beatles e Rolling Stones, com a expressividade do rock. Levantando diversas questões como, por exemplo, discussões em favor da liberdade de expressão, pelo fim das guerras e do desarmamento nuclear, idealizando um mundo de “paz e amor”, com músicas como; “Revolution” (Beatles) e “We Love You” (Rolling Stones). Durante a Guerra do Vietnã, outras bandas entraram na onda de protestos. Em 1964, no Brasil, a repressão e a censura instauradas pelo regime militar deram origem a movimentos musicais que viam na música uma forma de criticar o governo e de chamar a população para lutar contra a ditadura. Os grandes nomes desse período foram Gilberto Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque, Geraldo Vandré, entre outros. Usando na letra de suas músicas metáforas e ambiguidades, títulos como: “É Proibido Proibir”, “Que as Crianças Cantem Livres” e “Para Não Dizer que Não Falei das Flores” fizeram sucesso na época e até hoje ainda fazem.

Fonte: http://brasilescola.uol.com.br/artes/musica-protesto.htm

Texto 3:

musica-vagabundo

Fonte: http://www.ivoviuauva.com.br/wp-content/uploads/2011/02/musica-vagabundo.jpg

Texto 4:

A IMPORTÂNCIA DO SOM PARA UMA PROPAGANDA

Os efeitos sonoros, jingles e/ou as musicas em uma propaganda são elementos que auxiliam na transmissão de uma mensagem. Os recursos auditivos são muito importantes em uma campanha, pois são capazes de gerar apelos emocionais, revelar conceitos, quebrar contextos e podem traduzir o humor da história que está sendo contada. Além de ajudar a transmitir uma ideia, o som quando bem planejado faz com que o telespectador consiga captar melhor a mensagem transmitida.

O telespectador também fica passivo de aceitar a propaganda por causa da música e deixa de ser telespectador e passa a agir como emissor da mesma. Isto é, o telespectador passa a divulgar a propaganda, jingle ou outro processo envolvido na campanha, gerando mídia espontânea para a campanha. Quando o som de uma propaganda é bem trabalhado ele vira um discurso sonoro e deixa a propaganda mais atraente para quem a assiste.

Fonte: http://www.cafecomgalo.com.br/a-importancia-do-som-para-uma-propaganda/

Com base na leitura dos textos motivadores, redija um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre o tema: A importância da música na vida das pessoas.

a importância da música

ESCREVER SOBRE ESTE TEMA!

Comentários do Facebook