Uberização do trabalho e precarização profissional | Repertórios para o tema

por | abr 23, 2021

A desvalorização das profissões é uma realidade. Conheça conteúdos pertinentes para escrever uma redação sobre esse tema!

Os tempos atuais mudaram nossos modos de consumir, de nos divertirmos e até de trabalharmos. Por um lado, muitas facilidades ficaram disponíveis a um clique. Por outro, é cada vez mais presente uma desvalorização de determinadas profissões.

Além disso, a possibilidade de trabalhar para aplicativos de entregas, por exemplo, tem levado muitas pessoas para a informalidade. Então, é sobre isso que você precisa refletir para escrever sobre o tema da semana: “Uberização do trabalho e precarização profissional“.

“Mas e não sei nada sobre o assunto”! Calma! Nós, como sempre, trouxemos alguns conteúdos que você poderá assistir, ler ou ouvir antes de pensar no seu projeto de texto. O repertório sociocultural é um critério importante da avaliação da competência 2. Portanto, é superimportante que você invista um tempinho na pesquisa para não fugir do tema.

Pronto? Então vamos lá! Boa leitura!

Documentário: GIG – A Uberização do Trabalho

Este documentário, produzido em 2019, mostra que, com o crescimento do trabalho mediado por aplicativos e plataformas digitais no mundo todo, o avanço da chamada “gig economy”, conhecida no Brasil por “uberização”, passou a despertar debates sobre a precarização e a intensificação do trabalho numa sociedade cada vez mais conectada.

Você certamente ficará bem informado com esse material, portanto, assista!

Filme: Você não estava aqui (drama, 2019)

Será que posso adquirir repertório e ao mesmo tempo me entreter? MAS É CLARO QUE SIM. A ficção sempre nos faz pensar sobre aspectos da realidade. Assim, ver filmes e séries ajuda muito e pode ser um repertório muito rico na sua redação. Então, hoje a dica é “Você não estava aqui”.

Nesse filme, é contada a história de Ricky e sua família, que lutam para pagar as contas após serem afetados pela crise econômica de 2008. Assim, Ricky vislumbra a possibilidade de recuperar o controle de sua vida financeira abrindo um negócio como motorista de entregas.

Além disso, sua mulher Abby (Debbie Honeywood) atua como autônoma cuidadora de idosos. Porém, o excesso de trabalho os deixa com menos tempo para se dedicarem aos filhos Seb (Rhys Stone) e Liza (Katie Proctor). Desse modo, a família fica prestes a desmoronar. MAS SEM SPOILER! Confira e descubra o que acontece!

De acordo com o diretor do filme, Ken Loach, sua intenção era mostrar a exploração do trabalhador moderno. Porém, é importante também ficarmos atentos para as consequências desse modo de “ganhar a vida”, que acaba trazendo precariedade às relações pessoais e sociais.

Live: Uberização, indústria digital e trabalho 4.0 | Ricardo Antunes, Paulo Galo e Luci Praun

Está com tempo? Assista a esta live de lançamento do livro “UBERIZAÇÃO, INDÚSTRIA DIGITAL E TRABALHO 4.0”. Nela, o organizador da obra, o sociólogo Ricardo Antunes, comenta os artigos que a compõe e traz um importante debate sobre as condições de trabalho no mundo governado pelo digital. Então, assista, anote, e, se possível, leia o livro!

Vídeo: Trabalhar com aplicativo: liberdade ou precarização? | Papo Rápido | Papo de Segunda

Se ainda não entendeu bem sobre o que você precisa refletir em sua redação, assista a este “papo rápido” entre os integrantes do programa “Papo de Segunda”. Certamente, uma das grandes questões é se esse modo de trabalho representa o que veremos no futuro.

Será que é positivo um sistema em que grande parte das pessoas “trabalham por conta própria”? Quais as consequências disso para todos? Essa reflexão pode ajudá-lo a determinar seu ponto de vista sobre o tema. Portanto, pense sobre isso!

Podcast: Trabalheira #2: O que Henry Ford diria da Uber?

Além de tratar da questão da nova forma de viver no mundo do trabalho, possibilitada pelos aplicativos, esse podcast traz um panorama histórico sobre esse tipo de relação e sobre os meios de produção. Aproveite e já relembre alguns conteúdos de Sociologia!

Artigo: Uberização do trabalho e acumulação capitalista

Para finalizar, leia o artigo de David Silva Franco e Deise Luiza da Silva Ferraz sobre tema. Nele, você saber mais sobre a “economia do compartilhamento” e como essas nova postura tem fundamento no capitalismo e acaba alterando as relações de trabalho.

Além disso, mostra como a categoria “trabalhador” entra num sistema em que ele acaba sendo responsável por gerir os meios de produção. Assim, ele beira a gestão, porém o que se tem como reflexo é uma forma de trabalho precarizada.

MAS NÃO PARE POR AQUI!

Pesquise mais, veja vídeos relacionados no Youtube, procure mais artigos e reportagens sobre o assunto. Assim você conseguirá defender a sua tese com mais propriedade.

LEMBRE-SE: é importante ouvir os dois lados, portanto, não fuja de artigos ou vídeos que por acaso divirjam da sua visão sobre o assunto! De fato, quanto mais informações, mais você poderá falar sobre o tema!

Agora, #partiu escrever a redação? Após isso, não se esqueça de enviar em nossa plataforma para receber a correção em até 3 dias úteis, hein?

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é ad-3-1-1024x536.jpg
<a href="https://redacaonline.com.br/blog/author/claudiabechler/" target="_self">Cláudia Bechler</a>

Cláudia Bechler

Bacharela e Licenciada em Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela UFSC. Mestra em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC.
Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM