CONFIRA O TEMA CLICANDO AQUI!

A discussão a respeito dos crimes cometidos virtualmente é relativamente nova, datada do final dos anos 90, muito disso por conta do avanço da internet, entretanto, cibercrimes têm sido registrados desde a década de 60 em ambiente norte-americano.

Inicialmente, os crimes cibernéticos tinham como foco principal o acesso indevido a informações de caráter sigiloso tanto de usuários de grande importância social quanto de empresas.

Os anos passaram, a internet ganhou um grande espaço na sociedade e invadiu a casa de muitas pessoas. Com isso, indivíduos comuns começaram a ser atingidos por fraudes, exposições e outras ações on-line.

Estamos plenamente conscientes da enorme quantidade de benefícios promovidos pelo avanço da internet, mas não podemos nos esquecer de analisarmos o lado obscuro de tal evolução. E a obscuridade acaba sendo tão profunda que se torna até crime.

Primeiramente, precisamos compreender o que se configura enquanto crime em nosso país. Este conceito não é tão facilmente definido e não há exatamente unanimidade entre os especialistas, mas você pode ter uma noção um pouco mais ampla sobre o tema lendo esta recomendação AQUI!

Na sequência, separamos algumas indicações de leitura que podem ser úteis na construção de sua redação.

Como fazer GIFs e utilizá-los na divulgação do seu evento

1- Artigo sobre as leis que definem os crimes digitais.

Disponível em: https://www.justificando.com/2018/06/25/crimes-digitais-quais-sao-quais-leis-os-definem-e-como-denunciar/

Acesso em: 31/08/2020.

Você já viu no link que indicamos anteriormente como um crime é caracterizado em nosso país e agora também é essencial entender quais situações se enquadram enquanto crime digital.

Este artigo explica de maneira pormenorizada quais são os crimes digitais e quais são as principais leis que amparam essas incidências.

2- Artigo sobre a “Lei Carolina Dieckmann”.

Disponível em: https://eudesquintino.jusbrasil.com.br/artigos/121823244/a-nova-lei-carolina-dieckmann

Acesso em: 31/08/2020.

Em maio de 2012, a atriz Carolina Dieckmann teve seu computador invadido por hackers. Os criminosos subtraíram arquivos e fotos íntimas do aparelho da atriz e ainda a chantagearam cobrando o valor de R$10.000 para que as fotos não fossem publicadas na internet.

As fotos foram publicadas na rede e a atriz abriu boletim de ocorrência na Polícia, dando ênfase a uma discussão mais aprofundada sobre crimes cibernéticos no Brasil.

No fim do mesmo ano, a lei 12.737 entrou em vigor e acabou apelidada com o nome de Carolina.

Para saber mais sobre todas as ocorrências que geraram esta lei e sobre o conteúdo dela, é só acessar o link indicado aqui.

3- Artigo sobre a posição do Brasil no ranking de crimes cibernéticos.

Disponível em: https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2018/02/15/brasil-e-o-segundo-pais-no-mundo-com-maior-numero-de-crimes-ciberneticos.htm

Acesso em: 31/08/2020.

Muito bem, já percebemos que os crimes virtuais são um problema bastante sério, mas o que ou quanto isso tem a ver com nosso país? Pois é, infelizmente estamos bastante relacionados ao assunto.

O artigo acima irá te explicar numericamente (com base em pesquisas e na evolução dos dados coletados ano a ano) como o Brasil conseguiu a incrível posição de segundo lugar na escala de países com maior número de crimes on-line.

4- Artigo com pesquisa científica sobre o número de casos de crimes virtuais por minuto no Brasil.

Disponível em: https://amp-mg.jusbrasil.com.br/noticias/3125198/brasil-registra-54-crimes-virtuais-por-minuto

Acesso em: 31/08/2020.

Para saber exatamente a condição dos crimes cibernéticos no Brasil, sua extensão e seu crescimento, a empresa Symantec, referência em segurança na internet, realizou uma pesquisa aprofundada para tentar chegar ao número exato de crimes on-line registrados por minuto. O resultado não é nada animador.

É importante que você se lembre de que a pesquisa só deu conta de analisar aqueles crimes que foram de alguma forma registrados. Muitas outras ocorrências se dão na internet, mas acabam passando em branco por falta de registro adequado.

5- Artigo sobre as medidas que precisam ser tomadas com relação aos crimes cibernéticos.

Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2015/10/23/opinion/1445558339_082466.html

Acesso em: 31/08/2020.

Os crimes cibernéticos são uma realidade da sociedade brasileira e seu alto e veloz crescimento tem chamado a atenção para a necessidade de medidas mais claras para combater o problema.

O artigo de El País tem a proposta de promover uma discussão sobre o que as autoridades brasileiras poderiam fazer diante do fato.

6- Artigo sobre as penalidades legais atuais no caso de crimes cibernéticos.

Disponível em: https://www.gazetadopovo.com.br/republica/crimes-ciberneticos-moro/

Acesso em: 31/08/2020.

Se os crimes virtuais têm crescido exponencialmente nos últimos anos e se há leis que foram pensadas para combater ou inibir a problemática, é possível pensarmos que essas leis não estão sendo eficazes.

Mas por que elas não têm sido eficazes? Quais pontos carecem de melhoria? Venha saber mais nesta indicação.

7- Artigo sobre a nova forma de prevenir/remediar os crimes virtuais.

Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2019/09/30/internas_economia,792617/cibercrimes-adeus-ao-jeitinho-brasileiro.shtml

Acesso em: 31/08/2020.

Uma vez que a lei não tem sido eficaz para proteger a sociedade dos crimes cibernéticos, outras alternativas que visam a esse propósito têm surgido. A principal delas é o seguro contra crimes on-line.

O artigo acima, além de explicar de forma pormenorizada como o seguro funciona, ainda traz a entrevista com Fábio Oliveira, presidente de uma grande empresa que realiza esse serviço.

As informações fornecidas por Fábio podem servir como sustentação de argumento em sua redação, assim como vários dos dados que você conseguiu coletar por meio das indicações até aqui.

8- Crônica sobre a coragem atrás da tela.

Disponível em: https://www.opopular.com.br/noticias/ludovica/blogs/2.233527/entre-la%C3%A7os-na-rede-1.894749/na-internet-somos-todos-corajosos-1.1043002

Acesso em: 31/08/2020.

Será que a internet deixou as pessoas mais corajosas? A crônica da autora Tércia Duarte tem esse ponto de partida.

É inegável que muitas situações que ocorrem na esfera virtual não aconteceriam presencialmente e é por isso que alguns especialistas em comportamento têm apontado que, para alguns usuários, a internet funciona como uma capa de super-herói.

9- Vídeo sobre o aumento de crimes virtuais durante a pandemia.

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=yKIk42htwJ4

Acesso em: 31/08/2020.

Se as dificuldades trazidas pela pandemia do coronavírus já não fossem suficientes, temos visto nos últimos meses uma enxurrada de novos golpes virtuais que são configurados enquanto cibercrimes.

A reportagem contida no vídeo indicado traz as principais informações a respeito do assunto.

10- Série Control Z

Disponível na Netflix.

Ano de lançamento no Brasil: 2020.

A série Control Z já foi indicada aqui em nosso blog outras vezes, pois, apesar de ter apenas uma temporada até então, ela traz aplicações para vários temas de redação, inclusive para o tema de crimes cibernéticos.

O enredo está ancorado não só em um, mas em vários crimes virtuais e a série é excelente em demonstrar todos os problemas que essa infração pode causar nas vítimas e nas pessoas que as rodeiam.

Como usar a série Control Z na redação?

Estamos torcendo para que você aproveite todas as nossas indicações a fim de redigir uma redação de alto padrão.

Até a próxima!

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Leia também:

Tema de Redação: Os cuidados com a exposição na internet

Tema de Redação: Marco Civil da Internet

Tema de redação: limitação da internet fixa no Brasil

Tema de Redação: Fake news no cenário político mundial

Tema de redação: Charlatanismo nas redes sociais

Tema de redação: Redes Sociais e o novo conceito de felicidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários do Facebook