Uma boa redação precisa ter um repertório interessante. Confira conteúdos para falar sobre a educação inclusiva no Brasil!

O tema que lançamos nesta semana é “Educação Inclusiva no Brasil”. Assim, para poder escolher fatos, dados e opiniões para usar na sua argumentação, é necessário pesquisar sobre o assunto. Não sabe por onde começar? Fique tranquilo(a)! Como sempre, neste post selecionamos alguns conteúdos que podem fazer parte do desenvolvimento da sua redação. Vamos lá!

1. Política Nacional de Educação Especial -PNEE

O primeiro passo para poder falar bem sobre o tema é conhecer a PNEE na íntegra. Leia o documento e tenha informações sobre a contextualização da sua implementação, princípios e objetivos, público-alvo, entre outras. No material há ainda uma nota do ministro da educação sobre essa nova política. Assim, não deixe de acessar!

2. Constituição Federal de 1988

O principal documento do país também pode ajudar a entender o porquê das polêmicas em torno da nova PNEE. Nele, estão dispostos nossos direitos e deveres dos cidadãos brasileiros, inclusive quando o assunto é educação. Embora seja bastante clichê citar a Constituição na redação Enem, é inegável a sua importância e relevância. Desse modo, é um recurso que, se bem utilizado, funciona com a maioria dos temas.

3. Vídeo: Educação inclusiva: toda criança tem direito de ir à escola

Este vídeo curto da trata-se de uma animação sobre a importância de um sistema educacional que respeite as características de cada criança. Produzido pelo Instituto Alana, é um meio acessível para entender um pouco mais sobre a temática. Caso você nunca tenha ouvido falar, o Alana é uma organização sem fins lucrativos com a missão de fomentar e promover assistência social, educação, cultura, proteção e amparo da população em geral. Para saber um pouco mais sobre as suas ações, portanto, entre no site. Assim, quem sabe você não o escolhe como um agente na sua proposta de intervenção? #ficadica

4. Palestra: Pensar utopicamente a educação: David Rodrigues at TEDxLisboaED

Partindo da ideia de utopia de Thomas More, o professor de educação especial da Universidade Técnica de Lisboa David Rodrigues comenta sobre a possibilidade da educação inclusiva de forma efetiva e real. Certamente, esse bate-papo ajudará a você a ter ideias sobre a argumentação da sua redação. O vídeo tem menos de 18 minutos! Não deixe de assistir e, assim, refletir um pouco mais sobre a educação inclusiva.

5. Filme: Extraordinário (2017)

Você deve lembrar que este filme estava nas indicações de repertório do tema “Capacitismo no Brasil“. Pois é! Então, se ainda não viu, é uma boa hora para assisti-lo! Baseado no livro homônimo de R. J. Palacio, escritora norte-americana, mostra a rotina de Auggie Pullman, o protagonista. O menino tem uma uma deformidade facial conhecida como síndrome de Treacher Collins. Portanto, ao ingressar na escola, ele precisa aprender a conviver nesse ambiente, que não está preparado para lidar com o diferente. Assim, Auggie é vítima de bullying e tem sua autoestima abalada. No entanto, ele persiste na escola, apoiado por sua família e pelos novos amigos que conheceu. Enfim, a história mostra que a inclusão escolar da pessoa com deficiência traz novas experiências para a vida dela.

6. Filme: Hoje eu quero voltar sozinho (2014)

Este longa brasileiro mostra a rotina de Leonardo, estudante cego de uma escola regular de ensino. Além de mostrar as dificuldades e também as suas relações de amizade na escola, o filme mostra a descoberta do amor pelo personagem principal. O roteiro e a direção são de Daniel Ribeiro e a obra cinematográfica foi baseada no curta “Eu não quero voltar sozinho”, disponível no Youtube.

7. Podcast: “Cá entre nós”

Para aqueles que curtem se informar em qualquer momento, seja na ida ao supermercado ou à padaria, com seus fones de ouvido, temos uma indicação de podcast. No primeiro episódio, a pergunta norteadora do debate é: O que está em jogo na revisão da Política Nacional de Educação Especial na perspectiva da Educação Inclusiva (PNEEPEI), atualmente em andamento no âmbito do MEC e do CNE?

A partir disso, a professora Maria Teresa Eglér Mantoan, coordenadora do LEPED da FE-Unicamp, faz uma análise e mostra porque esse processo pode causar um retrocesso nas políticas de inclusão educacional para milhares de crianças e adolescentes. Certamente essa discussão poderá contribuir para a sua argumentação, não é mesmo? Então, ouvidos atentos! Acesse agora mesmo!

8. Reportagem especial – Educação inclusiva: o Brasil está preparado?

Publicada no site da Câmara dos Deputados, essa reportagem repercute o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Ele possui três artigos que asseguram o direito à educação inclusiva adaptada às necessidades das pessoas com deficiência. No entanto, a garantia desses direitos na prática ainda é um desafio. Desse modo, acesse o material e saiba quais as punições para o descumprimento desta lei, as dificuldades dos docentes e também quais avanços já foram feitos na área. Ah! Além de ler, também é possível ouvir esse conteúdo!

Agora é com você! Continue a pesquisa sobre o tema Educação Inclusiva no Brasil ou, então, faça seu projeto de texto com base nas nossas sugestões. Tá precisando de uma mãozinha para a avaliação? Que bom que você está no lugar certo! Conheça nossos planos de correção de redação e, assim, conte com uma equipe focada no seu sucesso! É redação nota mil que você quer? Venha para o Redação Online! A gente mostra o caminho para chegar lá!

propaganda redação online

Comentários do Facebook