Direitos autorais e plágio na internet | Repertórios para o tema

por | dez 10, 2020

Conheça algumas referências que poderão fundamentar a sua argumentação na redação sobre “Direitos autorais e plágio na internet”.

Uma das frases mais célebres aprendida na escola é a do “Pai da Química Moderna”, Lavoisier. Segundo o cientista, “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Anos mais tarde o comunicador Abelardo Barbosa (o famoso Chacrinha) “transformou” também a frase de Lavoisier. Assim, ele afirmou que “nada se cria, tudo se copia”. Embora a ideia aqui se referisse a programas de televisão, aos poucos a adaptamos para outros contextos. De uma certa forma, isso nos remete à ideia de plágio e mostra a dificuldade de sermos originais em tudo que fazemos. As facilidades trazidas pela rede mundial de computadores potencializou tudo isso e, portanto, são muito comuns casos violação de direitos autorais e plágio na internet.

E é sobre isso que você precisa refletir para escrever uma redação sobre o tema desta semana. Como sempre, selecionamos alguns conteúdos para você consultar e melhorar os argumentos em defesa do seu ponto de vista. Então, acompanhe a leitura!

1. Artigo: A Diferença Entre Direitos Autorais e Plágio

Antes de começar a sua redação, é importante que saiba o que são os direitos atorais e o que é plágio. Nesta matéria você terá acesso a essa explicação. Assim, você conseguirá saber a diferença entre os dois, as similaridades, bem como os casos em que a legislação pode ser aplicada.

2. Artigo: Mark Zuckerberg, o homem que copiava

O dono do Facebook  chama atenção desde a fundação de sua Companhia que hoje é uma das mais lucrativas do mundo. Um dos motivos para a fama, no entanto, são as acusações de roubo de ideias de outras organizações. A mais recente diz respeito a uma suposta cópia do aplicativo TikTok. O artigo que você vai ler aqui diz respeito a todas esses situações controversas em que ele se envolveu. Você acha que Zuckerberg é um “plagiador”? Ou se, de outro modo, pensa que se estão na internet as ideias são públicas e passíveis de cópia? Enfim, dá para refletir por esse caminho na sua redação.

3 Filme: A rede social

Ainda falando sobre Zuckerberg, você pode assistir ao filme “A rede social”, de 2010. Assim como comentado no artigo que sugerimos acima, esse drama biográfico mostra como surgiu o Facebook e os processos judiciais que seu criador enfrentou no caminho. Um desses processos foi impetrado pelos irmãos Winklevoss, que acusaram o criador de uma das redes sociais mais lucrativas do mundo de ter roubado as suas ideias.

4. Vídeo: Plágio – Não CTRL + C essa ideia

Então, aproveite que você já está no Youtube e assista a este vídeo produzido pela Unisinos explicando o que é plágio. Ele é curtinho (tem menos de 2 minutos) e pode trazer mais subsídios para você falar sobre o assunto. Aqui, no entanto, o foco é o plágio acadêmico, que já foi responsável pela queda de ministros mesmo antes de assumirem.

5. Artigo: As consequências do plágio acadêmico

Já que estamos falando de plágio no meio acadêmico, acesse este material da Universidade Federal de Minas Gerais. Nele, discute-se qual o limite entre a inspiração e a apropriação de ideias. Além de saber o que pode ser considerado plágio na academia você se informará sobre o que pode acontecer com quem pratica essa ação. No link, ainda, você consegue assistir a um vídeo produzido pela TV UFMG sobre o tema. Então, tá esperando o que pra clicar?

6. Artigo: Direito Autoral na Internet e Plágio

No artigo publicado na JusBrasil, a advogada Rosane Monjardim explica tudo o que você precisa saber sobre propriedade intelectual. Embora tenha bastante linguagem jurídica, pois fala das leis sobre o tema, é acessível e você conseguirá entender sobre o panorama geral do assunto no Brasil, direitos de uso e de distribuição, exploração comercial e pirataria etc. Há também uma parte a respeito exclusivamente de conteúdo distribuído on-line. Vale a leitura! Certamente é uma referência bem fundamentada para você citar em seu texto!

7. Artigo: Pirataria, plágio e outras violações autorais

Agora mais um conteúdo escrito por uma especialista em Direito para você se informar! Nesta matéria, a autora reflete sobre as possibilidades de transmissão, execução, exibição e reprodução das obras autorais que as tecnologias ampliaram. Violação de direitos autorais e plágio já existiam antes da internet, no entanto é evidente que ela facilita muito para que isso aconteça. Muitas pessoas inclusive desconhecem que estão cometendo esse crime. Enfim, quem nunca publicou um vídeo e depois ele foi bloqueado por direitos autorais? Entenda também o que é a “pirataria” nesse contexto. Boa leitura!

E essas são as nossas dicas de hoje. Pesquisar sobre o tema, como sempre afirmamos aqui, é fundamental para que você faça um bom desenvolvimento da redação. Por isso, não deixe de fazer a sua própria pesquisa. Aqui são só alguns conteúdos para que você se inspire e busque seu próprio caminho. Afinal, para defender seu ponto de vista é preciso escolher as referências pertinentes ao seu projeto de texto. Se você já usa a nossa plataforma, mande seu texto para corrigirmos. Se ainda não comprou um plano de correções, tá esperando o quê? Conte conosco para conseguir uma boa nota na redação! Estamos esperando por você!

[maxbutton id=”5″]

propaganda redação online

<a href="https://redacaonline.com.br/blog/author/claudiabechler/" target="_self">Cláudia Bechler</a>

Cláudia Bechler

Bacharela e Licenciada em Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela UFSC. Mestra em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC.
Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM