CONFIRA O TEMA COMPLETO CLICANDO AQUI!

Em tempos de pandemia, quem não gostaria de ter uma receita mágica em mãos que fosse capaz de resolver toda esta difícil situação que temos vivido atualmente? Todo mundo, não é mesmo?

Pensamos que, diante de um cenário tão delicado, as pessoas terão bom senso, mas tem muita gente utilizando o medo da contaminação por Coronavírus como estratégia para se aproveitar das pessoas e praticar o que a lei chama de Charlatanismo.

Frequentemente, ouvimos o termo Charlatanismo aplicado a várias situações, mas, como você pôde notar na proposta de redação desta semana, nossa lei qualifica enquanto Charlatanismo apenas assuntos ligados à cura.

Quando tratamos de uma situação que tem amparo legal, é muito importante nos atentarmos àquilo que a lei diz, pois não podemos classificar qualquer ato de enganação às pessoas como Charlatanismo.

Observar o que a lei diz e fazer classificações corretas com base na lei em questão é ainda critério de correção para muitos testes de grande porte.

Você verá que as sugestões que separamos para este roteiro estão bastante centradas no campo da saúde e nos casos de Charlatanismo que se enquadram no artigo 283 do Código Penal.

  • Matéria do Fantástico sobre a venda de medicamentos e soro contra o Coronavírus.

Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=cx9xyNvm11Y (a partir de 29min.e 47seg.). Acesso em 28/03/2020.

Esta matéria foi o pontapé inicial da proposta de redação desta semana, já que sabemos que as redes sociais são um ótimo campo para a prática do Charlatanismo.

Na matéria, você verá anúncios reais de “profissionais” da área farmacêutica e médica que tiraram o máximo proveito da terrível situação do Coronavírus e resolveram vender às pessoas “fórmulas mágicas”.

Lembre-se de que não só a venda de medicamentos milagrosos é crime como também a promessa de cura por meio de uma ou outra receita.

Ah, e não vá pensando que as pessoas que aparecem na matéria não são médicos reais. Eles são sim, com CRM e tudo, o que nos assusta ainda mais.

  • Matéria de revista on-line com detalhamento sobre um dos casos enquadrado enquanto Charlatanismo.

Disponível em: https://istoe.com.br/sp-falso-medico-que-vendia-formula-milagrosa-contra-o-coronavirus-e-preso/  Acesso em 28/03/2020.

Para que você entenda um pouco mais a história envolvendo atos de Charlatanismo, a revista Istoé publicou em 19/03/2020 uma matéria contendo mais detalhes sobre a situação.

Por meio dela, vamos conhecer a formação acadêmica da pessoa envolvida e, temos certeza, você vai se impressionar.

  • Matéria sobre as denúncias de Charlatanismo recebidas pelo Conselho Regional de Medicina.

Disponível em: https://d24am.com/noticias/crm-recebe-denuncias-de-charlatanismo/ Acesso em 28/03/2020.

Talvez você esteja pensando que esses casos envolvendo a fabricação de fórmulas milagrosas contra o contágio por Coronavírus são uma exceção, mas infelizmente essa não é a realidade.

A matéria que você lerá no link acima é de junho de 2010 e de lá para cá parece que as coisas não mudaram muito…

  • Matéria sobre os mitos disseminados nas redes sociais a respeito do Coronavírus.

Disponível em: https://portalhospitaisbrasil.com.br/fake-news-promovem-mitos-sobre-o-coronavirus/ Acesso em 28/03/2020.

A matéria que te indicamos aqui é extremamente rica em informações e ilustra quais são os principais mitos (e as principais verdades) envolvendo as formas de contágio e cuidado diante do Covid-19.

Além do mais, há discussões a respeito de como as redes sociais facilitam a propagação de informações incorretas.

  • Matéria on-line sobre a influência das redes sociais na disseminação de mentiras.

Disponível em: https://veja.abril.com.br/blog/a-origem-dos-bytes/redes-sociais-deixam-as-pessoas-mais-informadas-de-mentiras/ Acesso em 28/03/2020.

As redes sociais são recursos maravilhosos, não temos dúvida, mas elas também facilitam o ato de enganar as pessoas, principalmente aquelas com menor nível de escolaridade ou mais idade, segundo as últimas pesquisas.

Querendo saber mais sobre o assunto? A matéria da Veja traz bons argumentos a esse respeito.

  • Matéria on-line sobre as diferenças entre Propaganda Enganosa e Charlatanismo.

Disponível em: https://www.promobit.com.br/blog/o-que-caracteriza-propaganda-enganosa-e-como-agir/ Acesso em 28/03/2020.

Um erro bastante comum acontece quando confundimos Charlatanismo com Propaganda Enganosa, já que eles parecem ser a mesma coisa dependendo da forma como analisamos a situação.

Charlatanismo e Propaganda Enganosa não são a mesma coisa e você pode entender melhor essas diferenças na matéria acima sugerida.

  • Matéria on-line com soluções para o Charlatanismo na área médica.

Disponível em: https://blog.imedicina.com.br/desconstruindo-charlatanismo-medico-na-era-da-internet/ Acesso em 28/03/2020.

Muito bem, já sabemos que o Charlatanismo é um problema sério e que alguns profissionais da área da saúde, inclusive médicos, têm ajudado a fazer os índices crescerem.

Na matéria sugerida aqui, o autor analisa a construção de um charlatão nos meios digitais e apresenta algumas soluções para barrar o problema.

Precisando de ideias para sua proposta de intervenção? Este é um dos materiais que certamente vão te ajudar.

Reserve alguns minutos para a leitura e análise do texto, pois ele está repleto de boas informações.

  • Matéria on-line sobre como suspeitar de Charlatanismo.

Disponível em: https://www.diabetes.org.br/publico/notas-e-informacoes/1757-doze-dicas-para-suspeitar-de-charlatanismo  / Acesso em 28/03/2020.

Como podemos nos proteger de casos de Charlatanismo? O médico Mateus Dornelles Severo nos ensina 12 dicas para não cairmos nesse golpe.

O mais interessante da matéria é que temos o olhar de alguém que está por dentro da Medicina, praticando-a diariamente, e que, por isso, preenche o texto de detalhes aos quais não teríamos acesso se o autor não fosse médico.

  • Matéria on-line sobre como enganar as pessoas na internet.

Disponível em: https://www.kaspersky.com.br/blog/bad-tricks/6061/ Acesso em 28/03/2020.

Partimos do princípio de que a grande maioria das pessoas sabe que não podemos confiar em tudo que vemos on-line, pois esta é uma realidade paralela, um mundo construído à parte. Mas então por que tantas pessoas ainda são enganadas por charlatões?

Existem mecanismos bastante elaborados e pensados exclusivamente enquanto truques para levar as pessoas ao erro e a matéria te conta quais são eles.

  • Música Que país é este?

Disponível em: https://www.letras.mus.br/legiao-urbana/46973/ Acesso em 28/03/2020.

Legião Urbana já cantava em 1987 sobre as imensas contradições que existem em nosso país e Que país é este? continua igualmente atual.

Que tal a analisar a letra da música pensando nas atuais situações de Charlatanismo que temos presenciado? Ela pode, inclusive, integrar a argumentação de sua redação.

  • Livro O Físico. A epopeia de um médico medieval, de Noah Gordon.

Disponível nas principais livrarias do país.

A leitura de O Físico já vale por si só, mas, quando podemos usar um bom livro enquanto exemplo ou argumento em nossa redação, gostamos mais ainda.

Em O Físico (que também tem a versão em filme), vemos um médico charlatão em prática e suas ações não só prejudicam as personagens do enredo como modificam o desenrolar da história.

 

Essas são nossas sugestões de hoje. Esperamos que todas elas sejam úteis e que você consiga construir uma excelente redação sobre Charlatanismo.

QUERO USAR ESSE TEMA!Leia também:

Repertório para o tema ”Sororidade e união entre as mulheres”

Repertório para o tema “Alienação parental no Brasil”

Repertório para o tema “Coronavírus e emergência na saúde global”

Repertório para o tema ”Gordofobia e o culto ao corpo padrão’

Repertório para o tema ”O mercado de cosméticos falsificados’

Repertório para o tema ”Os direitos e a condição das mulheres transgênero no Brasil’

Comentários do Facebook