O poder de manipulação da mídia | Tema de Redação

por | maio 6, 2022

Você já parou para pensar no poder de manipulação da mídia, conjunto de meios de comunicação social para as massas? Confira a proposta de redação da semana e escreva a sua redação!

Leia os textos motivadores a seguir e, com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema O poder de manipulação da mídia.

Após ler a proposta, confira uma lista de repertórios socioculturais que preparamos sobre o tema!

TEXTO 1

A mídia realmente tem o poder de manipular as pessoas?

À primeira vista, a resposta para a pergunta parece simples e óbvia: sim, a mídia é um poderoso instrumento de manipulação. A ideia de que o frágil cidadão comum é onipotente frente aos gigantescos e poderosos conglomerados da comunicação é bastante atrativa. Influentes nomes, como Adorno e Horkheimer, concluíram que os meios de comunicação em larga escala moldavam e direcionavam as opiniões de seus receptores. Segundo eles, o rádio torna todos os ouvintes iguais ao sujeitá-los, autoritariamente, aos idênticos programas das várias estações. Sarah Chucid Da Viá afirma que o vídeo apresenta um conjunto de imagens trabalhadas, cuja apreensão é momentânea, de forma a persuadir rápida e transitoriamente o grande público. Por sua vez, o psicólogo social Gustav Le Bon considerava que, nas massas, o indivíduo deixava de ser ele próprio para ser um autômato sem vontade e os juízos aceitos pelas multidões seriam sempre impostos e nunca discutidos. Assim, fomentou-se a concepção de que a mídia seria capaz de manipular incondicionalmente uma audiência submissa, passiva e acrítica.

Todavia, as relações entre mídia e público são demasiadamente complexas, vão muito além de uma simples análise behaviorista de estímulo/resposta. As mensagens transmitidas pelos grandes veículos de comunicação não são recebidas automaticamente e da mesma maneira por todos os indivíduos. Na maioria das vezes, o discurso midiático perde seu significado original na controversa relação emissor/receptor. Cada indivíduo está envolto em uma “bolha ideológica”, apanágio de seu próprio processo de individuação, que condiciona sua maneira de interpretar e agir sobre o mundo. Todos nós, ao entramos em contato com o mundo exterior, construímos representações sobre a realidade. Cada um de nós forma juízos de valor a respeito dos vários âmbitos do real, seus personagens, acontecimentos e fenômenos e, consequentemente, acreditamos que esses juízos correspondem à “verdade”.

Fonte: https://www.observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/a-midia-realmente-tem-o-poder-de-manipular-as-pessoas/ Acesso: 4 mai. 2022 [texto alterado]

TEXTO 2

Estamos atualmente passando por uma guerra global de informação que está crescendo tanto aberta quanto secretamente muito além do que o público em geral está ciente. A presença de propaganda e informações manipuladas em notícias e mídias sociais é uma ameaça à nossa democracia e à nossa capacidade de tomar decisões bem fundamentadas.

Quer chamemos de propaganda, notícias falsas, fatos tendenciosos ou distorcidos — a manipulação de informações pode ter vastas implicações para as pessoas que tentam dar sentido ao mundo. Enquanto os políticos e os operadores da mídia se acusam de distorcer a verdade e influenciar o público com afirmações duvidosas, muitas vezes não está claro quais são os interesses que estão por trás das respectivas narrativas e se as noticias são ou não são uma descrição verdadeira dos fatos. No Brasil, podemos observar com nitidez as noticias e declarações tendenciosas voltadas para a manipulação da opinião pública.

As populações foram mobilizadas por trás da propaganda de governo e mentiras por muito tempo. Manipulação e propaganda através da mídia levou a quase todas as guerras desde a segunda Guerra Mundial, como o incidente do Golfo de Tonkin/Guerra do Vietnã, Iraque e outros. Tornou-se uma questão importante uma vez mais durante as eleições de 2016, quando os vazamentos dos arquivos Podesta foram popularizados pela mídia convencional dos EUA como “fake news”, notícias falsas.

Fonte: https://www.conjur.com.br/2017-dez-18/jorge-queiroz-manipulacao-midia-ameaca-democracia Acesso: 4 mai. 2022 [texto alterado]

TEXTO 3

Fonte: https://s3.amazonaws.com/qcon-assets-production/images/provas/58099/bab47e9eb4785a44c70f.png Acesso: 4 mai. 2022

TEXTO 4

Fonte: http://www.ivancabral.com/2010/06/charges-sobre-midia-e-manipulacao.html Acesso: 4 mai. 2022

Repertórios para o tema ”O poder de manipulação da mídia”

E aí, o que achou do tema ”O poder de manipulação da mídia”? Antes de praticar a redação, confira os repertórios socioculturais que listamos a seguir. Eles podem ajudar você a entender melhor sobre o tema e até mesmo fundamentar a sua redação. Boa leitura!

O quarto poder | Filme de 1997

O guarda de um museu é demitido e entra no prédio querendo convencer a diretora a lhe dar o seu emprego de volta. Com uma arma na mão, aponta para a diretora e para as crianças que visitavam o local no momento, fazendo todos de reféns. Um jornalista procura, então, fazer desse incidente a “grande reportagem” que lhe traria o prestígio de volta. 

Ele se esconde e liga para a TV, informando sobre o que estava acontecendo e prometendo dar uma cobertura exclusiva. Os policiais ainda não tinham chegado e a TV já tinha transformado o guarda em um louco aterrorizante.

Inventando Anna | Minissérie de 2022

Lançada na Netflix e baseada em fatos, a minissérie Inventando Anna, criada por Shonda Rhimes, é composta por nove episódios cheios de falcatruas e conflitos provocados pela golpista Anna Sorokin. A trama acompanha a jornalista Vivian enquanto ela investiga a vida da misteriosa socialite.

A socialite aparentemente aproveita uma vida de luxos e festas como uma herdeira alemã milionária, mas, na verdade, Anna utiliza essa fachada para dar inúmeros golpes em bancos e jovens ricos. De uma maneira positiva, Vivian decide contar a história de como Anna conseguiu se tornar um ícone da elite de Nova Iorque, mesmo sendo de origem pobre.

Privacidade Hackeada | Documentário de 2019

O documentário mostra em detalhes o escândalo das empresas de consultoria Cambridge Analytica e Facebook, acusadas de hackearem informações pessoais de 240 milhões de pessoas para criar perfis políticos e influenciar as eleições americanas de 2016.

Esse escândalo levantou a discussão mundial em torno da ação das grandes empresas como Google, Facebook, Instagram etc, gigantes das redes sociais, que coletam e vendem, sem autorização, as informações digitais das pessoas. O documentário explica como as plataformas de redes sociais conseguem manipular a população.

O Dilema das Redes | Documentário de 2020

O documentário lançado pela Netflix conta com a participação de ex-funcionários e executivos de empresas como Google, Facebook e Twitter que expõem os perigos causados pelas redes sociais. A obra mostra como os algoritmos destas plataformas são preparados para prender a atenção dos usuários e até manipulá-los.

1984 | Livro de George Orwell

O distópico livro de George Orwell aborda vários conceitos metafóricos para mostrar como um regime totalitário domina a sociedade inglesa por um líder conhecido como Grande Irmão (ou Big Brother no original). A história do livro explora, por exemplo, como o governo usa as ferramentas de comunicação midiática e a publicidade para manipular a população.

Gostou da proposta de redação da semana? Queremos muito saber o seu ponto de vista sobre o tema! Escreva a sua redação sobre este tema e envie em nossa plataforma que nós corrigimos em até 3 dias úteis!

<a href="https://redacaonline.com.br/blog/author/dara-zimermann/" target="_self">Dara Zimermann</a>

Dara Zimermann

Bacharela em Cinema e Mestra em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Criadora de conteúdos para a área da Educação desde 2018. Atualmente, é Coordenadora de Marketing do Redação Online.
Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM