Texto narrativo: saiba o que é e como escrevê-lo!

por | dez 10, 2021

O texto narrativo é uma modalidade comum no cotidiano de quem está prestando vestibulares ou concursos e busca pela aprovação. Trata-se de um gênero textual com foco em personagens, que é requerido por diversas instituições do país afora.

Apesar de ser comum e amplamente solicitado, ainda há muitas dúvidas sobre a estrutura correta e como elaborar uma redação de texto narrativo. Os alunos que se preocupam em conhecer e aperfeiçoar suas técnicas conseguem usufruir dos melhores resultados e conseguir a tão sonhada aprovação.

Pensando nisso, nós, da Redação Online, elaboramos um conteúdo completo com as principais informações sobre o assunto para você ficar por dentro e não perder nada! Continue lendo e entenda o que é, quais os elementos presentes, a estrutura correta e dicas para você fazer um texto narrativo nota mil!

Ah! Aproveite e confira também nossa publicação com dicas para se concentrar nos estudos e se dar bem!

Afinal, o que é um texto narrativo?

Em poucas palavras, podemos dizer que um texto narrativo é um gênero textual que utiliza de personagens e ações dos personagens, em um determinado espaço e tempo.

Dentro de um texto narrativo, como o próprio nome sugere, são narrados acontecimentos diversos que podem, muitas vezes, ser escrito em formato de prosa — a apresentação de pensamentos objetiva.

Dentre os principais exemplos de textos narrativos, não podemos deixar de mencionar a crônica, fábula, romance, conto e novela.

Apesar dessa definição específica, um texto narrativo possui liberdade e diversidade para se suceder. Dessa maneira, o candidato pode escolher entre o tipo de narrador e discurso narrativo. Há três formas de apresentar o narrador: como narrador personagem, onisciente e observador.

  • personagem: a redação deve ser feita em primeira pessoa, já que o narrador faz parte do enredo;
  • onisciente: narrado na terceira ou primeira pessoa, o narrador tem conhecimento sobre todos os acontecimentos e personagens;
  • observador: também em terceira pessoa, o narrador não participa do enredo e conhece todos os fatos.

O discurso narrativo também pode ser selecionado em três diferentes formas:

  • indireto: quando não há fala do personagem diretamente, ou seja, o discurso é exibido por meio das palavras do próprio narrador;
  • direto: quando há fala direta dos personagens que deve ser exposta por meio do travessão (—);
  • indireto livre: quando une falas diretas e indiretas no decorrer da redação.

Quais elementos presentes em um texto narrativo?

Os elementos presentes em um texto narrativo podem ser resumidos em 5 pontos principais: narrador, enredo, personagens, espaço e tempo, que podem ser descritos da seguinte forma:

  1. narrador: elemento do texto para narrar a história e os acontecimentos, pode ser realizado em primeira ou terceira pessoa;
  2. enredo: refere-se a organização da narrativa e como ela será contada ao leitor. Nesse caso, o candidato pode optar por um enredo linear ou não linear;
  3. personagens: responsáveis por compor a narrativa, devem ser construídos no decorrer da narrativa e desenrolar o enredo;
  4. espaço: trata-se do local ou dos locais onde os acontecimentos fluem, neste caso, o espaço pode acontecer de forma tangível ou no mundo das ideias;
  5. tempo: marca o tempo corrente dentro da narrativa e, novamente, pode acontecer tanto de forma cronológica ou psicológica.

Estrutura correta de um texto narrativo

Assim como a maioria dos gêneros textuais, a estrutura correta de um texto narrativo deve ser introdução, desenvolvimento e conclusão. Lembrando que, na introdução, acontece a apresentação e o contexto de todo o enredo, para que, no desenvolvimento, os fatos se desenrolem.

Ainda na introdução, apresentam-se o tempo e espaço que a história se passará, assim como os personagens. No desenvolvimento, por sua vez, é o momento em que o enredo progride e os conflitos começam a aparecer. É neste momento que o leitor entende a problemática e começa a imaginar as possíveis conclusões para a narrativa. É no desenvolvimento, também, em que é apresentado o clímax – o ponto mais alto da história.

Já na conclusão, a narrativa deve se desenrolar para que as problemáticas e os conflitos sejam resolvidos, também conhecido como desfecho da história.

Dicas – Saiba como fazer um texto narrativo corretamente

Agora que você sabe os elementos presentes e a estrutura de um texto narrativo, é hora de entender como colocar em prática de forma assertiva e conseguir os melhores resultados possíveis.

  1. preste atenção no limite de linhas de forma que toda a história tenha uma boa introdução, desenvolvimento e conclusão. Para tanto, é importante se organizar e estruturar seu texto antes de fazer a versão definitiva;
  2. leia bem o enunciado e preste atenção nos requisitos para desenvolver seu texto;
  3. leia, com frequência, textos narrativos e entenda como o enredo e outros elementos devem ser desenvolvidos na prática;
  4. treine seu texto narrativo várias e várias vezes: é treinando que aperfeiçoamos nossas redações;
  5. lembre-se de desenvolver bem seus personagens, de modo que o leitor não tenha dúvidas quando ele for mencionado no seu texto;
  6. lembre-se de mencionar o espaço e tempo em que sua história se passa, ainda na introdução;
  7. dê atenção a conclusão do seu texto: não se esqueça de dar desfecho para as problemáticas apresentadas na sua narrativa e para o conflito principal. Não se esqueça, também, de conferir se não haverá “furos” no seu texto.

Exemplo de texto narrativo (pequeno) – Crônica

Selecionamos, a seguir, um exemplo de texto narrativo pequeno, em forma de crônica, para você visualizar como funciona os elementos dos textos narrativos na prática:

“Morreu lá um tal de 56 Nicolino, numa indigência que eu vou te contar; Segundo telegrama vindo de Ubá, alguns amigos de 58 Nicolino compraram um caixão e algumas garrafas de cangibrina, levando tudo para o velório. Passaram a noite velando o morto e entornando a cachaça. De manhã, na hora do enterro, fecharam o caixão e foram para o cemitério, num cortejo meio ziguezagueando e num compasso mais de rancho que de féretro. Mas — bem ou mal — lá chegaram, lá abri rata a cova e lá enterraram o caixão.”

(Trecho da crônica Choro, veia e cachaça, do escritor Stanislaw Ponte Preta).

Um dos desafios dos textos narrativos é conseguir fazer um bom e completo trabalho em um limite de linhas, lembrando de todos os elementos e estruturas necessárias. É por isso que treinar é sempre a melhor opção! Quer mais dicas? Confira nosso blog e fique por dentro de mais novidades e informações sobre tudo o que envolve o universo das produções textuais.

Aproveite e confira também nosso post sobre o que são conectivos e como utilizá-los nas suas redações!

Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM