Você sabe as consequências de zerar a redação Enem? Venha com a gente e fique por dentro. Garanta oportunidades nos processos seletivos pelo país!

Se você está se preparando para o Enem, com certeza sabe quão essencial é garantir uma boa nota na redação. Além de valer mil pontos, ela representa 20% da sua nota geral no exame nacional. Por isso, ela é tão temida e muitas vezes uma pedra no sapato do participante que se dedicou apenas a outras disciplinas. Mesmo que você vá muito bem em todas as provas, se for muito mal ou zerar a redação Enem, sua média pode despencar!

Portanto, é imprescindível reservar um espaço na rotina de estudos para treiná-la. Assim, busque saber tudo que é avaliado nela, ler as nossas dicas e, principalmente, treinar muito a sua escrita! No entanto, mesmo quem se prepara muito não está livre de ter imprevistos no dia da prova. Imagine se dá um “branco”, se você calcula mal o tempo, ou qualquer eventualidade ocorra em uma situação dessa. E se você simplesmente decidir que não irá escrever um texto? O que acontece se você zerar a redação Enem?

A seguir vamos mostrar algumas oportunidades que você poderá perder caso zere a sua redação e também relembrar algumas situações que podem levar à nota zero. Assim você estará prevenido(a) sobre as consequências e saberá tomar a melhor decisão a respeito dessa questão. Vamos lá?

Não feche portas!

A sua nota no Enem pode ser a chave de acesso a diversas instituições de ensino superior públicas e privadas no país. É por meio dela que você também consegue pleitear vagas via programas do Ministério da Educação, que visam tanto o ingresso (Sisu, Prouni) quanto a permanência (Fies). Mas não é só isso! A sua nota também pode ser usada para compor percentual por uma vaga na universidade (junto com o vestibular) e estudar fora do Brasil. Isso mesmo! Os resultados individuais do Enem podem ser usados nos processos seletivos de mais de 40 instituições portuguesas.

E como zerar a redação Enem pode atrapalhar o meu futuro?

Além da queda brusca em seu score, os processos seletivos elencados acima prescindem que você não tire zero na redação. Acompanhe os critérios para poder participar de cada um deles:

  • Sisu é o Sistema de Seleção Unificada. Por meio dele, instituições públicas de ensino superior oferecem vagas para candidatos participantes do Enem. Os candidatos com melhor classificação são selecionados conforme suas notas no exame. Para se inscrever, o candidato deve ter participado do Enem mais recente (as vagas são disponibilizadas semestralmente), obtendo nota na redação maior que zero. “Treineiros” também não podem se candidatar via Sisu.
  • Prouni é o Programa Universidade para Todos, que concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Estudantes brasileiros sem diploma de nível superior podem se inscrever. Os demais critérios são os seguintes:
  1. ter participado do último Enem;
  2. ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame;
  3. nota superior a zero na redação.
  • Fies:  é um modelo de financiamento estudantil que se divide em diferentes modalidades, possibilitando juro zero e escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. Para poder concorrer, o você precisa:
  1. ter participado do ENEM, a partir da edição de 2010;
  2. ter obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos;
  3. ter tirado nota superior a zero na redação;
  4. possuir renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até 3 (três) salários mínimos.

Enem Portugal

Mais de 40 universidades, institutos politécnicos e escolas superiores têm acordo interinstitucional com o Inep, garantindo acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursos de graduação em Portugal. Cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas. Para concorrer a uma vaga, é necessário:

  1. não ser nativo de um Estado-membro da União Europeia;
  2. não residir legalmente há mais de dois anos, de forma ininterrupta, em Portugal;
  3. comprovar que conclui o Ensino Médio;
  4. nota do Enem.

Ano de realização, notas mínimas exigidas no exame e pesos específicos para cada área de conhecimento e curso variam de acordo com a instituição. A escala de classificação portuguesa 0-200 é adotada na maior parte dos casos. Isso significa que a pontuação do Enem, cuja escala é de 0-1000, será dividida por cinco. Portanto, uma boa nota será essencial e, sem pontuação na redação, você muito provavelmente não atingirá um bom score para se habilitar. Além da vaga, estudantes com melhores médias na classificação portuguesa podem concorrer a bolsas de estudo.

Como cada universidade estabelece seus critérios de seleção, em algumas a redação zerada pode deixá-lo de fora logo de cara. A Universidade do Algarve (UAlg), por exemplo, localizada na região sul de Portugal, só aceita o candidato que apresentar no mínimo 500 pontos na prova de redação e pelo menos 475 pontos em cada uma das provas restantes. Ou seja: além de não zerar, você ainda precisa garantir, pelo menos, 500 pontos com o seu texto!

Como não zerar a redação?

Então, como vimos, zerar a redação não é uma opção! Recentemente fizemos uma postagem aqui no blog sobre as situações que levam à nota a zero. Caso não tenha lido, vale conferir! Mas vamos relembrar algumas coisas que você não deve fazer na prova:

  • escrever até 7 linhas de texto apenas, o que configura texto insuficiente;
  • fugir do tema ou não atender ao tipo textual;
  • fazer uso de muitos trechos de cópia dos textos motivadores ou do caderno de provas;
  • introduzir partes desconectadas, como identificação no corpo do texto, impropérios, zombarias, recados, mensagens políticas etc.

Esperamos que você tenha se convencido que a produção textual é importantíssima e que é preciso se dedicar a ela para não zerar a redação Enem. Ela pode ser a diferença entre conseguir seus objetivos logo ou ter de adiá-los por algum tempo. Precisa de ajuda para ir bem nessa prova? Conheça a nossa plataforma de correção on-line e conte com o apoio e orientação dos nossos corretores!

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Comentários do Facebook