Falamos no último sobre o tópico frasal, está lembrado? CLIQUE AQUI PARA CONFERIR!

Só para garantir, assim como quem não quer nada, vamos retomar que o tópico frasal é uma oração que apresenta a ideia central do parágrafo. Resumidamente, podemos dizer que, por meio do tópico frasal, é possível afirmar algo com intensidade, conceituar, questionar ou comparar fatias do tema.

E por que “fatias do tema”? Porque, quando construímos um texto, cada parágrafo funciona como uma fatia, um pedaço de uma unidade maior. É como se o texto fosse uma pizza e cada parágrafo fosse uma fatia dela.

Os tópicos frasais também têm tipos diferentes e já tratamos disso no artigo anterior, mas, para te ajudar, vamos trazer um resuminho sobre o assunto aqui também.

Temos certeza de que agora a seguinte pergunta surge na sua cabecinha: Muito bem, tudo lindo, tudo maravilhoso, mas como é que eu crio um tópico frasal? Ora, meus queridos, vocês acharam que a gente não ia contar as técnicas para vocês?

Ha Ha Lol GIF

Como criar tópicos frasais?

O primeiro ponto em que você deve prestar atenção é a respeito do tamanho do tópico frasal. Na maioria das vezes, ele contém uma oração, mas duas orações ainda são aceitáveis.

Após, defina o tipo de tópico frasal a ser usado. Lembre-se de que temos as seguintes opções:

Declaração inicialDefiniçãoContraste ou ComparaçãoDivisãoAlusão históricaInterrogação
Afirmação ou negação forte.

Clareza e objetividade no ponto de vista.

Conceituação de uma palavra extremamente relevante para o contexto do parágrafo e do texto como um todo.Apresentação de ideias opostas (contraste).

Aproximação de ideias semelhantes (comparação).

Separação das ideias centrais do parágrafo.

Separação de elementos ou de características desses elementos.

Relação do assunto do parágrafo com fatos históricos.Questão que tem por objetivo captar o interesse do leitor.

 

A escolha do tópico frasal depende muito do tema a ser desenvolvido e do caminho que você pretende percorrer em seu texto.

Por conta disso, batemos novamente na mesma tecla: planeje seu texto antes, mesmo que seja apenas mentalmente. Bons tópicos frasais só podem ser desenvolvidos se houver planejamento anterior.

Tome muito cuidado com os “enfeites” ou, como dizemos em bom português, com a “encheção de linguiça”. Avalie a necessidade e a utilidade de cada palavra que vai compor seu tópico frasal.

Existem conectivos de abertura comuns para cada uma das ideias de um texto dissertativo-argumentativo. Sugerimos os seguintes:

– Conectivos para somar ideias: E, mais, nem, também, ademais, além de, além disso, em adição, adicionalmente a.

– Conectivos para opor ideias: Mas, porém, todavia, entretanto, contudo, no entanto, não obstante, apesar de que.

– Conectivos para comparação: Como, mais que, menos que, tão quanto, tanto como, tal qual, da mesma forma/maneira, igualmente, semelhantemente, bem como.

– Conectivos de sequenciação: Depois, após, logo depois/após, na sequência, imediatamente, assim que, então, em seguida.

– Conectivos de conclusão: Por isso, assim, assim sendo, portanto, desse modo/forma/maneira.

– Conectivos para afirmação: Certamente, com certeza, de certo, efetivamente, evidentemente, realmente, verdadeiramente.

– Conectivos para negação: Jamais, de modo algum, de jeito nenhum, de forma alguma, tampouco.

– Conectivos para causa: Por causa de, por isso, por conta de, em virtude de, como resultado, já que, uma vez que.

– Conectivos para tempo e frequência: Enquanto, sempre que, normalmente, frequentemente, geralmente, constantemente, às vezes, todas as vezes, ao mesmo tempo, simultaneamente.

Existem ainda os conectivos para indicar dúvida, porém não se recomenda o uso deles em dissertações argumentativas, pois eles expressam imprecisão e podem dar a ideia de insegurança quanto aos fatos.

Os conectivos de introdução e conclusão também não são bem-vindos nesse gênero.

Após a etapa da escolha dos conectivos (que não são obrigatórios, mas facilitam bastante o processo de introduzir uma ideia na abertura do parágrafo) é hora de pensar propriamente na oração que vai compor o tópico frasal.

Para cada parágrafo, pense no seguinte: se você pudesse usar apenas uma oração para definir o assunto do parágrafo, qual seria ela? Isso já te ajuda a ter uma ideia do caminho que você quer seguir na construção do tópico frasal.

Use elementos fortes, que não deixem margem para dúvidas. Ponha todas as suas habilidades de construção de texto com clareza à mostra.

E, claro, o melhor modo de fazer muito bem algo é treinando. Avalie diferentes temas e veja qual tópico frasal mais se encaixa à temática.

Treine sempre que puder o desenvolvimento do tópico frasal. Como exercício, você pode também pegar textos prontos e reconhecer os tópicos frasais e os tipos deles.

De novo, tópico frasal não é enrolação, não é enfeite de texto, muito pelo contrário. Ele situa o leitor e o ajuda a compreender de forma mais rápida o assunto do parágrafo.

Swan Princess Sony GIF by The Swan Princess: Kingdom of Music

O que você não deve fazer na construção dos tópicos frasais?

Há alguns pecadinhos que não podem ser cometidos quando desenvolvemos tópicos frasais e é claro que vamos te revelar quais são eles:

  • Construir tópicos frasais muito longos: Usar três ou mais orações como tópico frasal é a receita certa para fazer com que ele perca a função dentro de seu texto.

Para as orações ficarem menores, você pode contar alguns termos acessórios da oração, como os adjuntos adverbiais, por exemplo.

  • Abrir o parágrafo com obviedade sem introduzir o assunto: Novamente estamos falando da famosa “encheção de linguiça”. Tópico frasal tem uma função dentro do texto e ela é bem importante, aliás.
  • Usar conectivos óbvios: Em nenhuma hipótese, devemos usar conectivos que indicam início na introdução (inicialmente) ou finalização na conclusão (por fim, em conclusão), afinal essas ideias já são óbvias, certo?

Pule diretamente para o assunto central.

  • Criar tópicos frasais que não façam sentido: Por ser uma versão resumida do assunto central do parágrafo, precisamos ter muito cuidado para não enxugarmos tanto a oração a ponto de ela não fazer sentido.

Olhe para seu tópico frasal do lado de fora, com olhos de leitor, pensando assim: Se eu lesse esse tópico frasal no texto de outra pessoa, conseguiria entender qual é o assunto do parágrafo?

Quando nós mesmos criticamos nossos textos, damos cada vez menos margem para que outras pessoas façam isso.

Tenha sempre em mente que os tópicos frasais são seus aliados na hora de construir a coesão e a coerência do seu texto, por isso eles são tão importantes.

Vamos escrever a próxima redação já utilizando o recurso do tópico frasal? Queremos só ver, hein!

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Leia também:

Como vai funcionar o ENEM DIGITAL?

Redação ENEM: Análise dos 11 últimos temas cobrados na prova

Como fazer uma boa proposta de intervenção na redação do ENEM?

10 erros que você NÃO DEVE cometer na redação do ENEM

Como se dar bem em todas as competências do ENEM

 

Comentários do Facebook