Já imaginou se umas questões do vestibular citar algo sobre o Estado Islâmico?  Ou então se for tema de redação, o que você diria? Como vêm sendo um tema atual, todos tem comentado, viemos explicar o porquê o Estado Islâmico é a organização terrorista mais poderosa do mundo.

Origem

A organização começou no Iraque e ficou conhecida como Al Qaeda no Iraque (AQI). O grupo agia contra as tropas dos EUA, que estavam presentes desde 2003 no território iraquiano, com o pretexto de combater o terrorismo, e os xiitas locais. Depois de dominar o território da Síria, em 2014 passou a ser chamado de Estado Islâmico (EI). O grupo hoje é liderado por Abu Bakr al-Baghdadi, o califa.

O califado

O califado é uma referência aos antigos impérios Islã surgidos após a morte do profeta Maomé. Como eles seguem rigidamente a lei islâmica – a sharia – são governados pelo califa, que são sucessores de Maomé genéticamente (como acreditam os xiitas) ou levantado pelo povo (como pregam os sunitas). O califa é a autoridade máxima, tanto política como religiosa.

Iraque e Síria

A base do EI encontra-se principalmente no norte da Síria e do Iraque. Mas o líderes não ficam por lá. O grupo dominou essas áreas por que não havia autoridade forte o suficiente que os detivessem.  Quando os Estados Unidos se retirou do Iraque em dezembro de 2011, provocou um vácuo de segurança.  O EUA estava com uma intervenção militar no país desde 2003.

Recrutamento

Como todo exército, eles também precisam de soldados dedicados. Apesar de serem um grupo radical que praticam o terrorismo, o EI não tem dificuldade de recrutar voluntários que lutem por sua causa. No Iraque, o EI recebeu membros do antigo Exército de Saddam Hussein, desfeito após a deposição do ditador, em 2003. O EI atrai voluntários de todas as partes do mundo, inclusive do Ocidente. Muçulmanos desiludidos com a segregação e a falta de oportunidades aceitam engrossar as fileiras do EI com a promessa de salvação. Utilizando tecnologias de comunicação que vão de vídeos no YouTube a revistas online, o grupo manipula o discurso religioso para incitar o ódio e atingir seus objetivos políticos.

Fonte Guia do Estudante

estado islâmico

ESCREVER SOBRE ESTE TEMA!

Comentários do Facebook