Para alguns pode soar um pouco estranho que um dos critérios de avaliação da Redação ENEM seja o de que o texto não apresente um conteúdo que fira os Direitos Humanos. No entanto, vale refletirmos um pouco sobre esse critério. Que tal iniciarmos relembrando o que são os Direitos Humanos? Segundo a ONU, Organização das Nações Unidas, Diretos Humanos: “são direitos inerentes a todos os seres humanos, independentemente de raça, sexo, nacionalidade, etnia, idioma, religião ou qualquer outra condição. ”

Esmiuçando um pouquinho, podemos dizer que os Direitos Humanos compreendem todos os direitos básicos dos seres humanos. E que direitos seriam esses? Desde o direito à vida, à propriedade privada, liberdade de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, ou seja, de todos perante a lei, direitos à nacionalidade, de participar do governo do seu Estado, podendo votar e ser votado. Estes são os direitos civis de cada cidadão no Brasil ou em qualquer outro país membro da ONU.

A Declaração Universal dos Direitos Humanos nos diz que “Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.”, a partir dessa declaração podemos apreender que qualquer atitude que vá contra a essa diretriz fere ou desrespeita os direitos de alguém como, por exemplo, atitude racista, homofobia, xenofobia, discriminação por classe social ou condição de vida (discriminar um presidiário, por exemplo).

Na verdade, essa premissa da ONU nem precisaria ser um critério de avaliação do ENEM, mas sim uma forma natural de conduta de todo cidadão. No entanto, há, ainda, muitos casos de preconceito e desrespeito com o outro. Esse é o motivo para que o ENEM cobre essa postura dos alunos, pois faz parte da formação de um cidadão refletir sobre os Direitos Humanos e ter atitudes em comunhão com a sociedade.

Infelizmente, não é raro encontramos redações escritas no ENEM com conteúdo que fere os Direitos Humanos, como podemos ver no link abaixo do site Guia do Estudante, que nos traz alguns exemplos em que alunos desrespeitaram os Diretos Humanos na redação ENEM, confira: http://guiadoestudante.abril.com.br/enem/o-que-e-preciso-saber-sobre-direitos-humanos-para-a-redacao-do-enem/

Por isso, vale relembrar a “Competência 5”, dentre os critérios de avaliação da Redação ENEM: “Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. ”. Nesse sentido, fica claro que de nada adianta fazer uma proposta completa, com os 5 elementos exigidos (quem faz, o que faz, como faz, objetivo e detalhamento), se ela ferir os preceitos que vimos acima.  Caso isso aconteça, sua nota na competência 5 será zerada. Ninguém quer perder 200 pontos, né? Então, fique ligado (a)!

Para saber mais:

https://nacoesunidas.org/direitoshumanos/

QUERO MELHORAR MINHA ESCRITA!

 

Comentários do Facebook