Com certeza, você já ouviu frases assim: “Quem gosta de passado é museu”, “O que importa é o presente, pois o passado já passou”. Pois é, na nossa vida pessoal, isso pode muito bem ser verdade, mas no caso do ENEM nem tanto assim…

Vamos voltar agora para 2008. Isso mesmo, 2008, onze anos atrás. Isso porque olharemos um por um os temas de redação propostos na redação do ENEM de 2008 até 2018. Será que encontraremos semelhanças entre eles? Venha descobrir com a gente.

Tema: Como preservar a Floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivo financeiro a proprietários que deixarem de desmatar; ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar?

Assunto proposto para 2008, mas que poderia tranquilamente ser o tema de 2019, já que a questão da Floresta Amazônica continua relevante.

Especificamente na formulação da produção textual de 2008, o candidato já tinha as opções de solução ao problema determinadas pela banca, o que facilita o encaminhamento do texto. Evidentemente, o autor da redação precisaria levantar pontos positivos e negativos da resolução selecionada.

Tema: O indivíduo frente à ética nacional.

Vemos mais uma vez a questão da ética sendo trazida para discussão. Já sabemos o quanto isso é desafiador, uma vez que estabelecer o que é ético e o que não é carrega uma série de perspectivas pessoais, culturais, históricas etc.

Vamos analisar a introdução de uma redação altamente avaliada:

“O Brasil tem enfrentado, com frequência, problemas sérios e até constrangedores, como os elevados índices de violência, pobreza e corrupção – três mazelas fundamentais que servem para ilustrar uma lista bem mais longa. Porém, mesmo diante dessa triste realidade, boa parte dos brasileiros parece não se constranger – e, talvez, nem se incomodar –, preferindo fingir que nada está ocorrendo. Em um cenário marcado pela passividade, é preciso que a sociedade se posicione frente à ética nacional, de forma a honrar seus direitos e valores humanos e, assim, evitar o pior.”

Veja como o autor inteligentemente filtra o tema em três frentes específicas – índices de violência, pobreza e corrupção – facilitando assim a criação de argumentos e envolvendo a sociedade como um dos agentes solucionadores do problema proposto.

Nós já analisamos esse tema aqui no blog, já leu? Corre aqui.

Tema: O trabalho na construção da dignidade humana.

Falar sobre o trabalho vinculado à dignidade humana é um prato cheio. Isso porque há referências desde a Bíblia até as notícias de jornal atuais, ou seja, exemplos para a construção do desenvolvimento não faltam.

É fundamental que o texto de 2010 trouxesse a concepção de trabalho e de dignidade segundo o autor, já que ela pode variar a partir de um ponto de vista individual.

Para te ajudar a analisar melhor este tema, temos alguns conteúdos no blog que falam sobre trabalho:

Tema: Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado.

Tópicos envolvendo a comunicação moderna e os avanços tecnológicos são sempre cotados para os grandes testes e em 2011 não foi diferente.

Note como o autor da redação abaixo traçou um excelente comparativo entre os pontos positivos e negativos das redes sociais no seu parágrafo de fechamento do desenvolvimento.

“Percebemos, portanto, que o novo fenômeno das redes sociais se revela como uma eficiente e inovadora ferramenta de comunicação da sociedade, mas que traz seus riscos e revela sua faceta perversa àqueles que não bem distinguem os limites entre as esferas públicas e privadas “jogando” na rede informações que podem prejudicar sua própria reputação e se tornar objeto para denegrir a imagem de outros, o que, sem dúvidas, é um grande problema.”

Daí seguir para uma proposta de intervenção de forma a minimizar os prejuízos trazidos pelas redes sociais torna-se tarefa mais leve.

Falar de comunicação e não falar de redes sociais é muito difícil, portanto, confere esse tema que abordamos:

Tema: Movimento imigratório para o Brasil no século 21.

Já notou como a redação do ENEM exige certo conhecimento sobre atualidades? Sem saber sobre os últimos movimentos imigratórios ocorridos em nosso país o autor da redação teria extrema dificuldade em produzir o texto.

Assim como na temática de 2011, analisar os dois lados – positivos e negativos- traçando uma comparação seria uma alternativa de sucesso.

Também já abordamos esse tema aqui no blog:

Tema: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil.

Como abordar esse assunto sem saber sobre os índices de acidentes e mortes ocasionados por embriaguez? Impossível, não é mesmo?

Mais do que isso, o redator deveria ter apontado os efeitos, na maioria das vezes positivos, do funcionamento da Lei Seca, bem como sua eficácia. Será que somente a lei é suficiente para conscientizar as pessoas e fazer baixar os níveis de ocorrência por ingestão de bebidas alcoólicas ao dirigir?

Tema: Publicidade infantil em questão no Brasil.

A publicidade envolvendo crianças sempre existiu no Brasil e no mundo, por isso, essa discussão não é nova, o que acaba sendo muito bom para os candidatos. Discussões mais antigas contêm um grande número de pensadores em torno dela, sendo assim, é possível encontrar apoio para diferentes tipos de argumentos.

Alguns dos caminhos para o desenvolvimento seriam: concepção de infância, trabalho infantil, prejuízos da exposição excessiva à mídia, entre outras possibilidades.

Falamos especificamente sobre esse tema, que apareceu em 2014, em um conteúdo aqui no blog, confere:

Tema: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira.

Mais um tema que exigia saber sobre índices e informações atualizadas. Quantos são os registros de violência contra a mulher? Existe um padrão nos registros? Algum grupo específico de mulheres sofre mais com a violência do que outro? Se sim, por que isso ocorre? Quais são as principais leis que têm por objetivo proteger as mulheres da violência? Por que as leis não têm sido eficientes? Como criar formas eficazes de proteção ao público feminino?

O tema relacionado à mulher está muito em alta, confere o que já comentamos:

Tema: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil.

2016 trouxe uma proposta de redação que poderia ser desenvolvida com mais propriedade no final do desenvolvimento e na conclusão, algo que não ocorre com tanta frequência.

Veja na conclusão deste exemplo de redação nota 1000, que tinha por título “Orgulho Machadiano”, como a autora Larissa Ferreira traz os caminhos para o combate da intolerância religiosa na conclusão:

“Infere-se, portanto, que a intolerância religiosa é um mal para a sociedade brasileira. Sendo assim, cabe ao Governo Federal construir delegacias especializadas em crimes de ódio contra religião, a fim de atenuar a prática do preconceito na sociedade, além de aumentar a pena para quem o praticar. Ainda cabe à escola criar palestras sobre as religiões e suas histórias, visando a informar crianças e jovens sobre as diferenças religiosas no país, diminuindo, assim, o preconceito religioso. Ademais, a sociedade deve se mobilizar em redes sociais, com o intuito de conscientizar a população sobre os males da intolerância religiosa. Assim, poder-se-á transformar o Brasil em um país desenvolvido socialmente, e criar um legado de que Brás Cubas pudesse se orgulhar.”

Se foi tema do ENEM, a gente analisou:

Tema: Desafios para a formação de surdos no Brasil.

Em 2017, houve uma grande polêmica em torno do tema selecionado para o ENEM, isso porque ele foi considerado específico demais ao se escolher a educação de surdos.

De qualquer forma, seria relevante apontar quais são os principais problemas atrelados à educação da população surda e o que poderia ser feito efetivamente para solucionar ou minimizar tais problemáticas.

Analisamos esse tema polêmico, dá uma olhada:

Já comentamos sobre o tema de surdos até em uma das dicas do Lucas Felpi:

Tema: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet.

Ao ler este tema, podemos, muito provavelmente, pensar nas Fake News, tangenciando o que foi proposto. Precisamos, neste caso, nos atentar a “controle de dados na internet” e também aos textos motivadores, para pensarmos no uso de dados do usuário por empresas na web.

Aqui, ao abordar as medidas de intervenção, é interessante trabalhar o Marco Civil da Internet, que salvaguarda os Direitos Humanos no âmbito virtual. Desse modo, considerar tanto os usuários da rede quanto as empresas online como agentes de mudança cultural é uma forma de trabalhar ações condizentes à convivência online ética e crítica.

Para abordar melhor o tema, temos um conteúdo específico para ele:

Percebeu como, de forma geral, os temas escolhidos para o ENEM sempre possibilitam uma discussão sobre a realidade social e a busca por soluções? Analisar a sociedade em que você vive é sempre uma alternativa bastante inteligente para a preparação para os testes.

QUERO APRENDER REDAÇÃO!


Aqui vão mais dicas para você arrebentar na redação:

10 apostas de tema de redação para o ENEM 2019

9 assuntos de sociologia para estudar antes de escrever suas redações

8 temas de filosofia para inserir em suas redações

5 formas de melhorar seu repertório sociocultural para a redação

Como escrever uma redação sem saber nada sobre o tema?

Como fazer uma boa proposta de intervenção na redação do ENEM?

Diferenças e semelhanças entre a redação do ENEM e de vestibulares

Comentários do Facebook