Lembra que a gente te deu umas dicas básicas pra tentar sair da fossa pós-resultado não tão bom no ENEM? Se não viu, tá perdido, vamos deixar o texto aqui. Já estamos em março, o carnaval já passou, o que significa que o ano começou oficialmente, então, era pra você já ter superado o que ficou no ano passado. Já superou? O que tá faltando, então? Falta começar a estudar redação. E se você me dizer “mas só estamos em março”, eu te digo “já estamos em março” e você deve começar a estudar redação agora. Quer saber o porquê? Chega mais!

1) Já viu alguém chutar em redação e se dar bem? Não

Já falamos várias vezes que redação é uma coisa subjetiva, lembra? Então, coleguinha, não há a menor possibilidade de você chutar na redação e ter um bom resultado. Não tem somatória, não tem múltipla escolha. É só você, sua cabeça genial, a proposta e a folha, e esse quarteto precisa ser fantástico.
Duro, né? Mas é a realidade e você, além de aceitá-la, precisa lidar com ela, assim como um atleta olímpico lida com o fato de que precisa começar a treinar muito antes da competição, pois é no treinamento que ele descobre quais são suas fraquezas e quais são os seus pontos fortes e, junto com uma equipe, trabalha da melhor forma com as duas coisas.
Neste caso, você é o atleta e nós somos a equipe técnica. Quanto antes você nos enviar os seus textos e nós apontarmos o que você tá fazendo de bacana e o que precisa melhorar, mais tempo teremos para chegarmos a um bom resultado. Simples, não?

2) Gente organizada não se desespera

Adota essa frase como um mantra pra sua vida. Já viveu a sensação de ser convidado de surpresa pra um evento e não conseguir achar uma peça de roupa no seu armário porque ele tá parecendo uma zona de guerra? É sofrido demais e aposto que você não quer reproduzir isso na hora de fazer a redação e não saber de que canto da sua vasta cabecinha você vai tirar as ideias pro seu texto. Já viu a quantidade de matéria que tem pra estudar? Então, a gente não tá aqui pra te desanimar, mas não podemos deixar de te dizer que, sim, é bastante coisa. Mas, se você se organizar, as coisas serão mais fáceis.
E como faz isso? Construindo hábitos e rotinas. Determine, dentro da sua rotina de estudo, um dia específico para produzir texto e coloque a meta de nunca encerrar uma semana sem escrever pelo menos uma redação. Anota aí também que você precisa estudar atualidades, pois não dá pra construir uma boa argumentação sem ter o que falar sobre o tema.
Por fim, pega mais esta dica: escolha um método de organização de estudos. Tem gente que enche o quarto de post its, tem gente que usa a agenda colorida. Cabe a você escolher a melhor forma de se organizar, de acordo com as suas especificidades. Já falamos aqui sobre o quanto é importante respeitar a sua individualidade, e com método de estudo não é diferente. O que não dá pra fazer é simplesmente não bolar uma estratégia. Já viu treinamento sem tática? Não rola.

3) Sabe os imprevistos? Eles existem


Além do vestibular e do ENEM, você tem toda uma vida pra viver. Eles são apenas uma coisa no meio de tantas outras: trabalho, escola (pra quem ainda tá no terceirão), graduação (pra quem tá cursando uma mas quer partir pra outra ou fazer duas), família, amigos, crush, Netflix (essa danadinha comedora de tempo), festa (ninguém é de ferro), mais crush, gato, cachorro, outro crush, muito meme pra rir, papagaio e periquito. É um tantão de coisa, né?
E isso contribuiu bastante para que a nossa vida não siga um curso certinho, em linha reta, e faça curvas, às vezes bem radicais, de vez em quando. E tá tudo bem, viu? Seria muito monótono se não fosse assim. Mas se você tem um objetivo, precisa levar em conta a loucura toda que envolve este negócio que chamamos de viver. O que quer dizer que, se você estiver treinando desde cedo, os imprevistos não vai botar seu plano a perder.
Ficou doente? Terminou um namoro? Perdeu algum ente querido? Poxa crush por que você não me nota? Jurou que ia ver só um episódio da sua série preferida, mas quando se deu conta estava diante daquela mensagem da Netflix perguntando se você está vivo? Acumulou muito trabalho?

Acontece. E se você pudesse prever ou evitar, não se chamaria imprevisto. Mas como você começou a treinar desde já, não vai ter problema nenhum se você sair um pouco do percurso que traçou porque precisou viver um luto, porque pegou catapora ou simplesmente porque sua saúde mental te pediu uma pausinha (e você deu, pois ela é importante demais) pra reunir as energias e voltar melhor do que antes. A gente vai sentir saudade de receber seu texto pra corrigir, mas vamos sobreviver e, o que é mais importante, sua plano de estudo também vai.

4) Agora uma coisa bem óbvia: tendo mais tempo, você consegue aprender com mais calma

Aposto que você já ouviu alguém mais velho te dizer que “o apressado como cru”. E seja lá quem foi que te disse isso, saiba que a criatura tem razão. Sabe aquela lasanha de microondas que ficou congelada no meio? Que nojeira. Não queira que aconteça a mesma coisa com a sua redação porque você simplesmente decidiu estudar em cima da hora.
Se você começar agora, vai ter tempo para estudar como se usa aquela vírgula, aquela crase, trabalhar o seu texto por partes. Olha só que coisa linda! Vai poder aprender os vários tipos de introdução e, na hora da prova, vai poder se dar ao luxo de escolher qual delas se encaixa melhor com a proposta de redação. Vai poder treinar diferentes estratégias argumentativas diferentes. Vai ter tempo pra ficar craque na conclusão (às vezes é difícil terminar as coisas,né?) e fazer a melhor proposta de intervenção da galáxia. Tudo isso com calma, uma coisa de cada vez, pois você tá começando cedo e tem tempo pra fazer tudo que você quiser.

Bem, agora que já te convencemos que você tem que começar a estudar agora pra já, não preciso nem te convidar pra contar com a gente nessa, né?
Não importa se você vai prestar ENEM, vestibular ou concurso: nós somos versáteis e disponíveis 😉

QUERO MELHORAR MINHA ESCRITA!

Abraços pra vocês, aluninhos, e, qualquer coisa, estamos aqui :*

Comentários do Facebook