Por que devemos escrever a redação mais de uma vez?

por | maio 20, 2021

Além de escrever pelo menos 1 texto por semana, é fundamental escrever a redação mais de uma vez para corrigir seus erros. Saiba por quê!

Se você está se preparando para os próximos vestibulares e Enem, certamente já colocou a escrita de redações em seu cronograma. Como já falamos diversas vezes por aqui, escrever bem é possível para todos. Portanto, com treino e estudo você também chegará lá.

Mas caso você já estude redação com frequência, responda: você costuma reescrever as suas redações? Se sim, já sabe por que é importante. São muitos os benefícios desse hábito que vai colocar o seu texto em “outro patamar’.

Mais do que quantidade, na hora de se preparar para as provas é importante que busque qualidade. Assim, é preciso que você consiga aprender com os problemas que seus textos apresentam e assim aprimorá-lo. De nada adianta, pro exemplo, escrever 5 textos por semana se entre um e outro você não receber um feedback e olhar atentamente o que escreveu para então identificar onde errou.

Quando isso acontece, é provável que você siga cometendo os mesmos erros por muito tempo, e sua escrita para de evoluir. Entre erros mais comuns que muita gente não percebe estão:

  • falhas no projeto de texto (quando ele não é estratégico);
  • repertório sociocultural não pertinente ao tema ou pertinente, mas sem uso produtivo;
  • desvios diversos de ortografia e gramática, especialmente truncamentos e justaposições de orações;
  • proposta se intervenção incompleta.

Frequentemente, estudantes que não procuram saber em que podem melhorar “estacionam” no processo de escrita e, mesmo que consigam compreender bem o tema de uma proposta de redação, acabam tirando notas medianas. Portanto, arrume um espaço no cronograma entre uma redação e outra para olhar de novo o seu texto e reescrevê-lo.

Como fazer a reescrita da redação?

Recentemente, nós explicamos como fazer corretamente a reescrita da redação. Mas, se você perdeu esse post, nós vamos relembrar.

Sempre que você seleciona um tema para escrever, deve selecionar os argumentos, o repertório, pensar em uma proposta e elaborar o seu projeto no rascunho. Depois de desenvolvida a sua tese e da finalização da escrita, faça a revisão.

Sim, dedique-se à leitura atenta de seu texto. Perceba se as frases fazem sentido, se há fluidez e clareza na leitura, se há uso frequente de elementos coesivos, entre outros aspectos.

Quando estiver treinando, uma boa dica é ler o texto em voz alta. Desse modo, você conseguirá compreender todas as entonações e, no caso de orações justapostas (quando deveriam ser duas, mas você colocou tudo junto) ou truncadas (quando deveriam ser uma e você separou as orações por ponto final), você consegue perceber bem a falta de continuidade na leitura. Corrija todos esses pontos e depois passe a limpo.

Faça uma última leitura atenta no texto transcrito. Sim, às vezes do rascunho para a folha de prova ainda podem ocorrer desvios. Então, jamais dispense essa última olhada, combinado?

Tenha alguém que possa corrigir seu texto

Depois de pronto, é necessário que seu texto seja lido por alguém que possa avaliá-lo. Pode ser seu professor (se você ainda está estudando) ou uma plataforma de correção, como Redação Online.

Somente com esse olhar do outro, de alguém especializado nesse tipo de gênero textual e provas, é que você saberá exatamente de onde está partindo e aonde quer chegar.

Esteja aberto às críticas e saiba reconhecer os pontos da sua escrita que são passíveis de melhorias. Só dessa forma você conseguirá progredir e se tornar expert em redação! Tire suas dúvidas sobre a correção e parta para a reescrita!

Reescrevendo…

Reescrever a redação vai muito além de corrigir erros pontuais de grafia ou gramaticais feitos no texto. Isso mesmo! A reescrita trata-se de um processo que dá origem a um novo texto sobre o mesmo assunto. O texto, portanto, será refeito, parcial ou integralmente. O feedback  recebido será o ponto de partida para novas reflexão e redação.

Atente-se ao fato de que, na reescrita em que você aproveita partes do desenvolvimento, as partes “novas” precisam ser inseridas de forma coerente, sem prejudicar o todo. O processo de revisão, que falamos anteriormente, será fundamental para isso.

Antes de partir para a reescrita em si, pergunte-se o que faltou para receber uma avaliação melhor e o que você pode fazer para sanar esse problema. Procure usar um novo repertório sociocultural, faça testes, aproveite que você está treinando. É ESSA A HORA DE ARRISCAR!

Na pior das hipóteses, você reescreverá de novo. Nada é em vão, pois a cada nova escrita sobre o assunto, mais você se apropria tanto da estrutura quanto do assunto. Depois que você já estiver craque, perderá o medo de ficar sempre nos mesmos clichês e fórmulas. E acredite: é isso que vai jogar a sua nota lá pra cima!

Papo reto

Para ter sucesso na reescrita da sua redação e entender a sua importância, faça:

  • Use marca-texto para grifar seus desvios e depois avalie quais substituições poderia fazer. Para erros de grafia, por exemplo, pesquise o termo e faça uma lista para nunca mais cometê-los.
  • Releia a proposta de redação e os textos motivadores, anote palavras-chave da frase temática e certifique-se de que entendeu bem o tema.
  • Elabore um novo projeto de texto. Se não usou referências pertinentes, pesquise um pouco mais o assunto. Se o problema foi a falta de uso produtivo, reestruture cada repertório escolhido com a sua linha de raciocínio.
  • Hora de reescrever a redação! Aproveite aquilo que ficou bom na primeira versão, mas lembre-se de que precisa ter coesão e coerência com sua nova abordagem.
  • Antes de finalizar, revise. Veja novamente as observações e indicações da correção.
  • Releia. Gostou do que leu, tem clareza, objetividade e fluidez? Tudo se encaixa?  Então pronto! Passe a limpo e comece um novo ciclo!
  • Mas atenção: evite reescrever seu texto mais que duas vezes. É provável que a partir da segunda vez seu texto passe a se tornar repetitivo e a progressão não acontece. Assim, é hora de partir pra outra, combinado?

Esperamos que a partir de agora a reescrita faça parte da sua rotina! E lembre-se de que o Redação Online possui uma plataforma de correção de redações com treino de reescrita! Que tal conferir como funciona em nosso site?

<a href="https://redacaonline.com.br/blog/author/claudiabechler/" target="_self">Cláudia Bechler</a>

Cláudia Bechler

Bacharela e Licenciada em Letras Português e Literaturas de Língua Portuguesa pela UFSC. Mestra em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC.
Assine um plano do Redação Online
Como fazer uma Redação do zero
Guia da Redação ENEM: tudo o que você precisa saber
Como tirar nota mil na Redação ENEM