Olá, leitor! Tudo certinho?

Que somos fãs de uma boa série todos já sabem! Desta vez, trouxemos uma dica de como usar a série SEX EDUCATION nas redações em parceria com o Lucas Felpi, garoto NOTA 1000 na redação do ENEM 2018! Bora conferir?

SÉRIE: SEX EDUCATION

Ficha Técnica: Sex Education (Original Netflix)
Título Original: Sex Education
Estreia: 11 de janeiro de 2019
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: Ben Taylor
Classificação: 16 anos
Gênero: Comédia Adolescente
Países de Origem: Reino Unido
Sinopse: O inseguro Otis manja tudo quando o negócio é aconselhamento sexual, graças à sua mãe sexóloga. E aí a rebelde Maeve propõe criar uma clínica de terapia sexual na escola.

SEM SPOILERS

EDUCAÇÃO SEXUAL

Como o próprio título da série indica, grande parte da trama gira em torno da terapia sexual para alunos na escola Moordale feita por um próprio aluno. Isso pode ser relacionado à visão de quão importante é o estabelecimento de aulas de educação sexual nas escolas, efetivas e assistenciais, que supram essa necessidade dos jovens nessa faixa de transição.

PUBERDADE

Falando em transição, essa é outra temática da série. Problemas sexuais da adolescência atingem todos os personagens e são abordados nas sessões da clínica de Otis. É possível ver essas dificuldades e analisar como os jovens mudam, se conhecem, e tentam se adaptar às transformações.

BULLYING NAS ESCOLAS

Um tema recorrente em redações, e com um caso bastante específico na série. A relação entre Adam e Eric, o primeiro o valentão e o segundo um dos únicos meninos gays da escola, é marcada pela violência do bullying. Adam agride, xinga e rouba os pertences de Eric sempre que o encontra, constituindo também homofobia de sua parte.

FOTOS INTÍMAS

Em um episódio em que a foto íntima de uma garota é vazada e zombada, sem o seu rosto, todas as garotas do colégio se levantam no auditório assumindo a identidade da imagem para proteger a vítima e acobertá-la.

RELAÇÕES FAMILIARES

Diversos tipos de relações pais-filhos são abordados na série: estudantes sem pais e sem apoio (Maeve), estudantes com pais controladores (Otis), ou até mesmo estudantes com pais que direcionam os filhos para seu interesse próprio (Jackson). Além disso, faz-se presente a multiplicidade das configurações familiares, incluindo mães solteira e uniões homossexuais.

SPOILERS DA PRIMEIRA TEMPORADA

ABORTO

Uma das personagens, Maeve, passa por um episódio de gravidez indesejada, e precisa abortar. O debate sobre o tema é polêmico, e a série aborda a visão da menina sem condições financeiras ou psicológicas para ter um filho em idade escolar. Ao mesmo tempo, protestantes anti-aborto gritam e a culpam na porta da clínica.

HOMOFOBIA

Como dito, Eric é um dos únicos meninos gays de Moordale e, além de sofrer agressões verbais diariamente, vive uma violência física traumática. Isso muda sua atitude quanto às suas roupas, escondendo sua identidade por medo, e provoca nele uma maior agressividade, em resposta àquela vivida por ele.

Em outra linha de análise, o seu principal agressor, Adam, se descobre atraído por Eric enquanto o agride. Muito comum no mundo atual, a homofobia enraizada na homossexualidade reprimida é originada da inveja de liberdade do outro, e vêm sendo desmascarada com notícias de, por exemplo, defensores da “cura gay” se declarando homossexuais.

SPOILERS DA SEGUNDA TEMPORADA

ISTs

A série retrata na clínica clandestina de Otis o desconhecimento e o preconceito que envolve as ISTs. Recentemente renomeadas, as Infecções Sexualmente Transmissíveis devem ser estudadas a fundo nas escolas para garantir a segurança dos jovens e a devida prevenção sem intolerância ou desrespeito.

DESINFORMAÇÃO E FAKE NEWS

Como exemplo, no primeiro episódio da 2a temporada, há um suposto surto de clamídia na escola e os alunos entram em pânico. Dedos são apontados a uma garota e ela é isolada, sem conhecimento de que a tal IST não é transmitida por via aérea. São essas e outras fake news que geram a tão grave desinformação no ramo da saúde.

MASTURBAÇÃO

Um dos maiores tabus da sociedade sem dúvida é a masturbação. “Sex Education”, em sua tentativa de desmistificar o sexo e suas vertentes, aborda de forma contraída até os assuntos mais sigilosos. Nas primeiras cenas da nova temporada, vê-se que Otis tornou-se viciado em masturbar-se, o que dificulta suas relações interpessoais do dia a dia e, claro, sua vida sexual.

ASSÉDIO E SORORIDADE

No novo ano de Moordale, Aimee passa por uma experiência traumática. De pé no ônibus, um homem se masturba e ejacula na perna da menina, que pede por ajuda e é ignorada. Apesar de não se importar de imediato, o trauma se desenvolve e ela se torna incapaz de andar de ônibus, tomando longas caminhadas. No final, em busca por algo em comum entre seis meninas, o que as amarra são experiências de assédio. Elas se unem e retomam o poder de Aimee sobre seu ônibus.

EXEMPLO DE INTRODUÇÃO

“A prática de bullying nas escolas brasileiras”

Na série televisiva “Sex Education”, Eric é um adolescente LGBT do colégio Moordale que, por suas roupas e estilo, é regularmente abordado e assediado por Adam, filho do diretor. Por sua vez, é demonstrado como Adam é constantemente reprimido e desprezado na esfera domiciliar pela figura do pai. Fora da ficção, a prática do bullying é muito recorrente nas escolas da rede brasileira de ensino, com tais agressores muitas vezes reproduzindo comportamentos vistos em um círculo social em outro e criando um ciclo de violência.

Gostou desta super dica? Não deixe de seguir estes perfis no instagram (é só clicar em cada um):

@redacaonline

@lfelpi

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Leia também:

Como usar a série EUPHORIA nas redações?

Como usar a série GREY’S ANATOMY nas redações?

Como usar a série ELITE em suas redações?

Como usar a série 13 REASONS WHY em suas redações?

Como usar a série YOU em suas redações?

Como usar a série OLHOS QUE CONDENAM em suas redações?

 

Comentários do Facebook