Ah, o fim de ano tem tantas coisas boas, não é? O clima de Natal, com todas as suas luzes brilhantes e sensação de aconchego, reunir a família para aquela ceia deliciosa e depois aproveitar os dias que restam até a chegada do Ano-Novo. Tudo bom demais! 

Mas agora, passadas as festas, a hora é de se planejar para o futuro que já está aí, batendo à porta. Já organizou seus estudos de redação para o novo ano? Não? Então vamos fazer isso juntos? Bora lá.

Pode ser que pensar em montar um cronograma de estudos para redação desperte em você o famoso sentimento de “Meu Deus do céu. Não sei nem por onde começar!!!”, mas há técnicas para facilitar o processo.

Existem alguns pontos que você precisa definir inicialmente e o primeiro deles é: quanto tempo de fato você tem para estudar por dia? E por semana? E ao longo de todo o mês? Após ter a soma total do número de horas, você poderá começar a dividir as tarefas.

Resultado de imagem para escrever gif

Lembre-se de que o tempo destinado aos estudos deve ser sempre real, levando em conta aspectos como produtividade (quanto tempo você consegue estudar com qualidade e sem pausas?) e intervalos (quantas pausas você precisará fazer durante o período de estudos diário?). Jamais dispense os intervalos, pois eles são fundamentais para garantir a absorção dos conteúdos, só cuide para que sejam pausas realmente necessárias e não para checar redes sociais, ok?

O segundo passo é pesquisar sobre as características específicas da prova de redação que você pretende fazer. Para isso, procure as seguintes informações:

– Qual é o gênero textual adotado?

– Quais são as principais características desse gênero?

– Quanto eu já conheço sobre o tipo textual?

– O que eu preciso conhecer sobre essa forma de redação?

– Quais são os critérios de correção da banca corretora?

– Quais erros não podem ser cometidos?

– Quais situações levam à anulação ou zeramento da redação?

– Quais foram os temas cobrados nos anos anteriores?

– Quando será a prova?

Encontrou todas as informações necessárias? Ótimo! Agora sim é o momento de partirmos para o planejamento em si. 

Levante todas as características possíveis sobre o tipo de texto cobrado na sua prova, reúna exemplos de notas máximas para que possam ser usados como referência de escrita. Produções zeradas ou com conceito bastante baixo também são interessantes de serem analisadas, pois elas nos ensinam o que não fazer.

Por estarmos no início do ano, o tempo disponível nos favorece muito. Por isso, recomendamos que você reflita primeiramente nas suas dificuldades. O que é mais difícil para você ao escrever esse tipo de texto? A introdução? A conclusão? Encontrar argumentos para sustentar seu ponto de vista? Utilize nessa etapa todo seu senso de autocrítica.

Começar pela dificuldade tem dois benefícios: ter maior tempo de treino e aliviar o peso dos estudos nas semanas que antecedem a prova, afinal, o mais “pesado” já terá sido trabalhado.

Depois de saber de suas dificuldades específicas, defina como você irá resolvê-las: assistindo a videoaulas? Lendo artigos sobre o assunto? Analisando as redações nota 1.000? Fazendo aulas particulares? Enfim, são várias as opções a que você pode recorrer, mas o importante é que você decida por uma forma de aquisição de repertório daquilo que te causa dúvida.

Como você treinará suas dificuldades? E com que frequência? Uma vez por semana? Todos os dias? O que funciona melhor no seu caso? Não se esqueça de que cada pessoa tem um ritmo de aprendizagem e não existem formas melhores ou formas piores, mas sim a forma que funciona para você. 

Quem corrigirá suas produções escritas? Já pensou nisso? O treino é absolutamente essencial, mas você vai precisar de um feedback especializado para te dizer se você está ou não no caminho certo, o que precisa ser melhorado e de que maneira isso pode ser melhorado. Nós temos uma plataforma de correção de redações na qual você envia suas redações e nossos professores corrigem em até 3 dias úteis! CLIQUE AQUI para conhecer!

Faça seu cronograma de estudos de forma que as partes que te causam dúvida ou dificuldades estejam presentes até a última semana de preparação, pois de nada adiantará estudar por um período e depois não fazer as revisões e treinos necessários, esquecendo assim tudo o que foi assimilado anteriormente.

Mas é claro que seu plano de estudos não pode conter apenas aquilo que é uma pedra no seu sapato. Lapidar e potencializar suas qualidades também é essencial, pois são elas que podem te dar aquele diferencial.

Você já notou quantas vezes erramos coisas que fazemos com simplicidade e facilidade? Isso é porque nosso cérebro já está tão acostumado a realizar aquela tarefa com qualidade que não nos atentamos mais aos detalhes, e é aí que o erro pode surgir. Suas potencialidades podem e devem ocupar um tempo menor de estudo e treino, mas precisam constar em seu plano desde o início também.

Outro detalhe muito importante, mas que deixamos de pensar na maioria das vezes: onde você fará seu planejamento? Isso mesmo, onde ele será escrito? Numa agenda, num planner, apenas on-line? E de que forma ele ficará visível para você? Ao seu lado no criado-mudo? Num quadro de avisos? Sugerimos que seu cronograma seja feito por escrito (ou digitado), pois o momento de colocarmos as ideias no papel também é uma oportunidade de organização, além de ativarmos a memória com a escrita.

Vários estudos apontam que ter um planejamento num local extremamente visual para você facilita o cumprimento das tarefas que estão nele, então não custa nada tentar, certo?

Art Drawing GIF by Much

Se você já vem estudando sobre o processo de produção de uma redação, com certeza já leu ou ouviu dizer que estar por dentro das últimas notícias do que acontece no Brasil e no mundo é de suma importância para o sucesso de um texto de qualidade. São as famosas atualidades e, sim, elas andam de mãos dadas com uma redação avaliada com nota máxima.

Desde já, já mesmo, comece a ler notícias nacionais e internacionais. Se seu tempo disponível não é muito grande, há vários sites que trazem em sua página inicial um “resumão” de tudo de mais importante que está acontecendo dia a dia.

O estudo das atualidades também merece um horário reservado na sua agenda. Quantos minutos diários ou semanais você reservará para isso? Registre por escrito assim como os assuntos a serem estudados.

Talvez você tenha dúvidas sobre qual tipo de atualidade é mais relevante para a redação. Tendo feito o levantamento dos temas pedidos nos anos anteriores, você já saberá a linha que a organizadora segue e assim será muito mais fácil selecionar quais assuntos são mais importantes que outros para essa finalidade. Mas lembre-se: mesmo que os temas de atualidades não estejam na redação, eles podem aparecer em outras questões.

Então vamos ao “resumão” do passo a passo de como planejar seus estudos em redação?

  1. Conheça as características gerais e específicas da sua prova.
  2. Defina quantas horas diárias e semanais você tem para se dedicar ao estudo da redação.
  3. Pesquise quais assuntos de atualidades são mais relevantes.
  4. Divida os conteúdos entre os horários disponíveis.
  5. Priorize as dificuldades.
  6. Lapide seus pontos fortes.
  7. Faça um registro por escrito do planejamento.
  8. Disponibilize o planejamento em algum local visual.
  9. Seja fiel ao seu planejamento.
  10. Flexibilize o que você planejou apenas em caso de extrema necessidade.

Todo processo de escrita de um texto passa por três fases: planejamento, escritura e revisão. Além disso, em se tratando de redação de temas mais complexos, frequentemente precisamos fazer uma pesquisa anterior, então temos de nos planejar para todos esses momentos.

Vamos deixar como exemplo aqui o planejamento de uma pessoa que reservou três horas na semana para os estudos de redação. Esta poderia ser sua organização:

Pesquisa sobre o tema e atualidadesPlanejamentoEscrituraRevisão
60 minutos25 minutos60 minutos35 minutos

Procure fazer as etapas em dias alternados, principalmente a última fase, a da revisão, assim você conseguirá criar um distanciamento do texto, fazendo com que você perceba detalhes que não perceberia se revisasse logo na sequência do processo de escritura.

Vamos imaginar que a pessoa do planejamento acima recebeu sua redação corrigida por um especialista e agora fará a reescrita na semana seguinte. Sua semana dois, também com três horas de dedicação para redação, poderia ser dividida assim:

Treino das dificuldadesTreino das facilidadesPlanejamento da reescritaReescritaRevisão da reescrita
60 minutos20 minutos20 minutos50 minutos30 minutos

Gostou das nossas ideias? Tem alguma outra forma de se organizar? Divide com a gente também, afinal, informação nunca é demais.

QUERO APRENDER REDAÇÃO!

Veja também:

Como se dar bem em todas as competências do ENEM

Tese na redação do ENEM

Redação ENEM: Análise dos 11 últimos temas cobrados na prova

Gramática na Redação: o que priorizar na hora dos estudos?

Como funciona a redação do vestibular UNIFESP?

Comentários do Facebook