Ícone do site Redação Online

Banca de concurso: FCC

banca-de-concurso-fcc

Vamos conferir a Banca de concurso: FCC!

Olá concurseiros do meu Brasil!

Há quanto tempo não falamos com vocês, hein?

Não sei se vocês lembram,  mas em algumas postagens nós falamos especificamente sobre bancas de concursos: VUNESP, Cesgranrio, Cespe, FGV. Pra continuar este trabalho, hoje vamos falar sobre a FCC.

A Fundação Carlos Chagadas, também conhecida temidamente como FCC, é uma grande banca de nosso país, e realiza certames nos níveis federal, estadual e municipal. Ela é responsável por muitos concursos de tribunais, por exemplo.

Desde a sua criação a FCC busca formar um indivíduo capaz de pensar criticamente e de forma autônoma. Então, geralmente as propostas de suas provas discursivas relacionam um conhecimento abstrato, conceitual (reflexão filosófica, sociológica e histórica, por exemplo), com uma questão social do presente.

Vamos ver um exemplo disso?

A prova do TRT-SP 2017 trouxe o seguinte tema:

O equilíbrio entre os corpos sociais é bastante difícil e exige que não se simplifiquem ou meramente se oponham campos como religiosidade, direitos humanos e diferentes culturas. Frente a tamanha complexidade, se as leis não abarcam todos os casos sem incorrer em injustiça, resta-nos talvez o princípio da equidade.

Com base no texto acima, redija um texto dissertativo-argumentativo defendendo seu ponto de vista.

Comprovamos, então, que a banca procura relacionar algum conhecimento teórico à realidade social em que vivemos.

Outro ponto que podemos perceber, com o tema que trouxemos, é que nem sempre a banca dirá, exatamente, qual é o tema sobre o qual o candidato deve discorrer. Portanto, é necessário trabalhar a interpretação, e entender o que está sendo pedido.

Outro ponto importante a se falar sobre a banca é que a redação pedida segue o tipo dissertativo-argumentativo ou, para cargos específicos, estudo de caso. É importante dominar o tipo de texto que a banca cobra, pra chegar sem susto na hora da prova!

Tá, tá, mas como a banca avalia se o meu texto ficou bom ou não?

Aí chegamos no ponto principal. A banca avalia a redação baseada, geralmente, em três itens, que são:

  1. Conteúdo – geralmente este é o item que vale mais pontos para a banca. Assim, o aluno é avaliado quanto à perspectiva adotada no tratamento do tema (olha a interpretação aqui), capacidade de análise e senso crítico e consistência dos argumentos;
  2. Estrutura – já falamos aqui sobre a importância de saber estruturar uma redação de acordo com o gênero textual solicitado. Pois bem, a banca traz um item todinho pra avaliar se o candidato seguiu estes padrões. Aqui, então, são avaliados o respeito ao gênero solicitado, progressão textual e articulação de frases e parágrafos;
  3. Expressão – como já era de se esperar, a banca avalia o desempenho linguístico do candidato na hora de escrever seu texto. Basicamente, o candidato deve escrever de acordo com as normas linguísticas vigentes.

Molezinha tudo isso, né?

Agora que já vimos bastante sobre a banca, vamos ver mais temas de concursos anteriores?

TRT 20 2016

Segundo uma revista internacional, vários cientistas dedicam-se, atualmente, à missão de prolongar ao máximo a vida humana (até 120 anos no mínimo). Investigam se a imortalidade não estaria de fato ao alcance do homem. A revista concede o benefício da dúvida a todas as utopias da ciência, mas alerta para diversos problemas, como os demográficos, econômicos e de ordem social. (Adaptado de: joaopereiracoutinho. Disponível em: Folha – Uol).

Desenvolva um texto dissertativo-argumentativo a respeito das questões levantadas no texto acima.

TRT 23 – 2016

Um condomínio é estruturalmente semelhante a outros redutos cercados, como a prisão, o shopping center e a favela. Seus muros não têm apenas a função defensiva de nos proteger: eles criam um senso de exclusividade. Vemos surgir síndicos e muros, mas também uma hipertrofia de regras, regulamentos e estatutos que exigem um contínuo processo de autoadequação. A expansão da vida em forma de condomínio tornou o medo, que justifica os muros, e a inveja, que é a satisfação dos que estão dentro e fantasiam que os de fora querem entrar, nossos afetos políticos dominantes. (Adaptado de: DUNKER, Christian Ingo Lenz.)

Considerando o que se afirma acima, redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o seguinte tema: O medo e a inveja em uma sociedade segmentada.

TRT 3ª região 2015

I-Para além da fidelidade e integridade da informação, problema que se impunha com os veículos tradicionais da mídia, hoje, com a internet, o homem enfrenta um novo desafio: distinguir, de uma profusão de informações supérfluas, as que lhe importam na formação de um pensamento que garanta sua identidade e papel social.

II- Ponto de vista não é apenas a opinião que desenvolvemos sobre determinado assunto, mas também o lugar a partir de onde consideramos o mundo e que influencia de maneira cabal nossas percepções e ações.

III- Todos os homens voltam para casa. Estão menos livres mas levam jornais e soletram o mundo, sabendo que o perdem. (ANDRADE, Carlos Drummond de. “A flor e a náusea”)

Redija um texto dissertativo-argumentativo a partir do que se afirma em I, II e II

TRT 9 2015

Apesar da presunção de veracidade que confere autoridade, interesse e sedução a todas as fotos, a obra que os fotógrafos produzem não constitui uma exceção genérica ao comércio usualmente nebuloso entre arte e verdade. Mesmo quando os fotógrafos estão muito mais preocupados em espelhar a realidade, ainda são assediados por imperativos de gosto e de consciência. […] O problema não é que as pessoas se lembrem através das fotografias, mas que se lembrem apenas das fotografias. (SONTAG, Susan. “Na caverna de Platão”, em Sobre a Fotografia, São Paulo, Companhia das Letras, 2008)

A partir do trecho acima, escreva um texto dissertativo-argumentativo sobre o seguinte tema:

A imagem como produtora de sentidos na modernidade

E aí, ficou animado pra praticar a sua escrita depois dessa? Então envie já sua redação pra gente! E o que achou de nosso texto sobre Banca de concurso: FCC?


Leia também:

Redação pra concurso: não criemos pânico

Conclusão de Redação para Concursos

Como fazer uma boa redação para concursos

Sair da versão mobile