ENTRAR NA PLATAFORMA
Manisfestações populares e segurança nacional: os limites para a preservação da integridade física e moral
Em ondulatória, o fenômeno da ressonância acontece quando a frequência de uma fonte de oscilação coincide com a frequência de oscilação natural de um corpo, cujo saldo final é a harmonia entre os corpos. De maneira análoga, para que uma sociedade alcance sua harmonia, certamente as integridades físicas e morais nas manifestações populares devem ser preservadas. Nesse contexto, é relevante citar, para debelar essa problemática, o desconhecimento populacional e a criminalização do direito à manifestação.
Com toda a certeza, não conhecer as consequências do vandalismo traz grandes malefícios, todavia estes poderiam ser evitados através da informação. Segundo a ´´ Folha de São Paulo´´, os atos de vandalismo em 2013, proporcionaram um gasto de R$ 1 bilhão em prejuízos e danos aos patrimônios públicos, privados e trouxe um saldo, estimado pelas autoridades, superior a 1 100 cidadãos feridos. Esse é um fato que desauxilia a integridade física e moral nos protestos. Da mesma forma, vandalismo em seu extremo pode causar exício, como na Revolução Francesa e também o que acontece, atualmente, nos estádios de futebol no Brasil. Nesse cenário, vale ressaltar a procura em inteirar-se sobre os efeitos do vandalismo nas manifestações.
Ademais, convêm frisar que a criminalização do direito à manifestação é um dos principais empecilhos para inteireza moral e física. De acordo com Isaac Newton, ´´ Para toda ação existe uma reação´´, semelhantemente os atos de vandalismo - praticado por uma minoria de pessoas - condena a liberdade de expressão das que estão protestando pacificamente, haja vista que a segurança nacional não só inviabiliza os que estão depredando, destruindo, violentando, mas também toda uma manifestação popular. Diante disso, vê-se que a integridade física e moral só será conservada com o pacifismo e a expansão do conhecimento social.
Portanto, para que o Brasil alcance sua harmonia é imprescindível que os brasileiros reconheçam o quão é importante preservar a totalidade moral e física nas manifestações. Isso pode ser realizado por projetos do Ministério da Educação que integrem os estudantes, as famílias, expondo em feiras e palestras sobre as consequências do vandalismo, tais como o aumento dos impostos, violência, entre outros. Passa a ser a função também das instituições de educação promoverem aulas de sociologia, história e filosofia que enfatizem a importância de manifestar por um direito, porém de maneira pacífica, como Mahatma Gandhi fez. Além disso, o Estado deve garantir o direito à manifestação fleumática e inibir os vândalos com punições mais severas, contudo sem prejudicar os que estão protestando pacificamente.
Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde