ENTRAR NA PLATAFORMA
Desigualdade social no Brasil e no mundo: um desafio a ser superado

     O filme "Jogos Vorazes",baseado na obra de Suzanne Collins, retrata a história de uma nação chamada Panem, na qual doze distritos estão sob um um sistema político e econômico de profunda desigualdade e são controlados de forma autoritária pela Capital. Fora das telas, é possível notar que a situação evidenciada no filme reflete a realidade do Brasil e do mundo: uma sociedade bastante desigual. Desse modo, percebe-se que a má distribuição de renda e a falta de acesso a serviços básicos são alguns dos catalisadores que agravam esse cenário. Destarte, é fundamental analisar as razões que tornam essa questão uma realidade no mundo contemporâneo.


     A priori, é válido frisar o resultado de uma renda não-igualitária entre as pessoas no século XXI.No entanto, é importante realçar que a desigualdade social tem um passado histórico relacionado ao processo de colonização, escravidão e,posteriormente, o êxodo rural, fatores que acentuaram o quadro de miséria ao longo dos anos.Segundo  dados do Coeficiente de Gini,indicador de concentração de renda de um país, o Brasil é considerado o décimo país mais desigual do mundo, com um sistema tributário que penaliza os mais pobres.Logo, a concentração de renda nas maõs de poucos é um fator determinante para a criação e propagação de outras mazelas sociais como,por exemplo, a fome, já que a falta de uma renda suficiente para as necessidades do cotidiano impede alguns indivíduos de usufruir de uma alimentação saudável.Desse modo, é prejudicial a persistência desse fenômeno com tal frequência.


     Ademais, não há como negar que esse quadro está ligado a precariedade de alguns serviços básicos.Segundo a Constituição Brasileira de 1988, é dever do Estado garantir direitos mínimos de sobrevivência para os cidadãos. Entretanto, essa garantia fica restrita somente ao campo teórico, visto que o processo de desigualdade brasileira começa pelo sistema educacional, que não garante um acesso igualitário à educação. No entanto, é importante destacar que muitas dessas condições precárias têm origem no período colonial,pois houve uma migração da população rural para o espaço urbano em busca de trabalho,nem sempre bem remunerado, que, aliada a histórica dificuldade do poder público em atender a demanda do crescimento da população, foram fatores que propagaram a ida desses indivíduos para áreas insalubres,gerando,assim, um crescimento de moradias desrregulares de forma desenfreada.Logo, entende-se essa questão como uma problemática cuja resolução deve ser imediata.


     Infere-se,portanto, que medidas são necessárias para atenuar os sintomas da desigualdade social.Logo, é dever do Estado, por meio do Ministério da Economia, realizar uma reformulação e simplificação do sistema tributário, já que a população pobre gasta mais com impostos, em comparação com a parcela rica da sociedade.Desse modo, a finalidade dessa ação é uma redistribuição justa dos recursos,visando devolver à população mais carente e com menor poder aquisitivo,via transferência, uma parcela relevante dos impostos que pagarem por seu consumo. Só assim a realidade,idealizada por Suzanne, ficará restrita somente a ficção.

Ver todas as redações Corrija suas redações com a nossa plataforma! Clique aqui!
Message comes here!
Aguarde